Capa da Publicação

22 problemas que apenas os fãs de anime entendem!

Por Gus Fiaux

Lista adaptada do WhatCulture

Imagem de capa do item

A dor de não ter um robô gigante.

Afinal de contas... quem não quer?

Imagem de capa do item

A Espera pela próxima temporada de Attack on Titan

O maior sucesso de 2013 fez um grande estardalhaço entre otakus do mundo todo. E a espera pela próxima temporada é dolorosa...

Imagem de capa do item

A decepção de não conseguir virar Super Sayajin

Todos os fãs de DBZ já tentaram isso pelo menos uma vez em suas vidas. E a decepção é igual para todos

Imagem de capa do item

A escolha entre o legendado e o dublado

Por um lado, o áudio original. Do outro, dubladores consagrados que já fazem parte da história do anime, mesmo não sendo os originais...

Imagem de capa do item

Reconhecer Spike Siegel em qualquer canto

Pera, isso não é um problema.

Steve Blum é incrível. Bang!

Imagem de capa do item

Tentar explicar a história de Evangelion

Há dois tipos de pessoas: os que acham Neon Genesis - Evangelion o melhor anime do mundo ou o mais superestimado. De qualquer jeito, tente explicar a história. Ou melhor, tente apenas fazer alguém entender...

Imagem de capa do item

Fazer maratonas das melhores aberturas

O único problema aqui é perder horas e horas sem nem perceber...

Imagem de capa do item

Ficar com as músicas da trilha sonora grudadas na cabeça

Quem nunca?

Imagem de capa do item

Guardar um Death Note secreto

Todos precisamos de inimigos. E mesmo sabendo que não vai funcionar, essa espécie de lista negra sempre é bem aceita.

Imagem de capa do item

Ter tempo para as convenções

Animes e mangás são interligados com convenções. O lado ruim delas? A fila, a muvuca, as pessoas que não sabem qual é o personagem que você está fantasiado...

O lado bom? Cosplays. Sempre!

Imagem de capa do item

Ter pais que se confundem

"Então esse loiro é o Naruto?" "Não mãe, é o Goku"

Imagem de capa do item

A culpa de gostar de comédias de harém

Pois é, saca aquelas comédias focadas em um personagem que pega o mundo todo e onde a história geralmente se foca em sexo?

Não minta, sabemos que você se diverte com isso...

Imagem de capa do item

Esconder o fato de que você assiste hentai

( ͡° ͜ʖ ͡°)

Imagem de capa do item

Menino ou menina?

Sim, Shun. Estamos olhando para você.

Imagem de capa do item

Se apaixonar por um personagem

Você diz para si mesmo que é ridículo: é apenas um personagem de desenho, não? Mas quando olha para aqueles olhos grandes e percebe que não é mais uma criança... o mundo muda.

Imagem de capa do item

Quando as coisas ficam esquisitas até mesmo para você

Não que seja difícil de acontecer, em se falando de anime. Mas quando acontece, é sempre tão estranho.

Imagem de capa do item

Convencendo as pessoas que não é coisa de criança

Há um grande estereótipo que quadrinhos (ou mangás) e desenhos (ou animes) são coisas para crianças. E não importa o quão sanguinário seu anime favorito seja, sempre vai ter gente te chamando de bebezão.

Imagem de capa do item

Convencendo seus amigos a assistirem

Talvez o mais difícil de tudo. Ainda mais se seus amiguinhos não curtirem cultura japonesa...

Imagem de capa do item

Escolhendo seu anime favorito

Ainda bem que eu já decidi. Meu favorito é Akira. Não, Cavaleiros do Zodíaco. Pera, e Yu Yu Hakusho?

Imagem de capa do item

Falta de grana

Aposto que você já teve de ficar sem aquela edição rara de algum mangá ou então não pode comprar o box de DVDs de algum anime. Mas quem nunca?

Imagem de capa do item

Defender sua paixão

Una todos os itens dessa lista e temos isso. O que resta? Ora...

Imagem de capa do item

Desejar que a vida fosse tão esquisita e animada como num anime.

Não importa se você queria ser um ninja, pirata, shinigami, exorcista ou até mesmo um ser normal. A maior decepção é viver num mundinho tedioso onde as coisas surtadas e mirabolantes dos animes não são possíveis.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux