Capa da Publicação

10 vezes em que a Mulher-Maravilha matou!

Por Guilherme Souza

Ao contrário do Batman e de diversos outros heróis que possuem como conduta pessoal o juramento de não matar, a Mulher-Maravilha é uma heroína mais sanguinária do que se imagina.

Criada por uma raça de guerreiras mitológicas, Diana já teve de passar por diversas situações onde foi obrigada a matar. Com isso, reunimos alguns dos momentos mais chocantes da heroína nos quadrinhos.

Essa lista foi uma sugestão do leitor @juanalm através de nosso Instagram.

Imagem de capa do item

Max Lord

Uma das mortes mais famosas pela Mulher-Maravilha é sem dúvidas a de Max Lord. Infelizmente, o vilão não obteve muito sucesso quando controlou a mente do Superman e o induziu a matar a Mulher-Maravilha.

Em um momento de distração do Superman, Diana envolve seu Laço da Verdade em Max Lord, que revela que o Homem de Aço só seria parado caso ele fosse morto. Diana então não vê outra alternativa a não ser quebrar o pescoço do vilão, mas isso acaba desencadeando uma série de outros eventos na vida da heroína e dos demais heróis da DC.

Imagem de capa do item

Mera

Durante os eventos da saga Ponto de Ignição, descobrimos um futuro alternativo onde amazonas e atlantes estão em guerra, e isso coloca em risco toda a vida do planeta.

A origem dessa guerra, acontece principalmente por conta da Mulher-Maravilha, que acaba se envolvendo com o Aquaman, e Mera com ciúme, acaba confrontando a amazona. Diana então mata Mera e oferece a cabeça da esposa de Aquaman como troféu a ele.

Imagem de capa do item

Medusa

Essa talvez seja uma das batalhas mais eletrizantes nas histórias da Mulher-Maravilha. Quando a górgona propõe um desafio à Diana, no qual as duas teriam de se enfrentar em um estádio de futebol, e caso a amazona perdesse, a Medusa transformaria milhares de pessoas em pedra, a Mulher-Maravilha não vê outra alternativa a não ser matá-la.

Diana enfrenta Medusa de olhos vendados e quando perde sua venda, cega a si mesma usando veneno de cobra, para que consiga então desferir um golpe com sua espada e decepar a cabeça de Medusa.

Imagem de capa do item

Tritão

Tritão, filho do Deus Poseidon, é outro que não conseguiu escapar da ira de Diana, porém nesse caso, ele “brincou com o fogo”.

Depois de ter sido rejeitado pela Mulher-Maravilha, Tritão pediu ao Arraia Negra que naufragasse uma embarcação cheia de jovens garotas que iriam para Temiscira. Quando Diana descobre isso, ela confronta o filho de Poseidon e o mata quebrando seu pescoço.

Imagem de capa do item

Von Batch

Reino do Amanhã é uma das melhores histórias em quadrinhos já feitas. Com roteiro de Mark Waid e artes de Alex Ross, a revista é considerada por muitos uma obra-prima.

Situada em uma realidade alternativa onde os heróis da Liga da Justiça se aposentaram, e o mundo começou a ser comandado por metahumanos tiranos, conseguimos ver nossos heróis favoritos através de uma nova ótica. Durante o confronto final na prisão “Gulag”, Diana é forçada a matar o vilão Von Batch, para impedir que ele matasse o filho de Zatanna.

Imagem de capa do item

Caçadora

Na realidade alternativa de Injustice, a Mulher-Maravilha se une ao Superman em seu reinado de tirania, e jura matar todos aqueles que se recusam a seguir o novo regime imposto pelo Homem de Aço.

No terceiro ano da revista, a Caçadora comete o erro fatal de chamar a Mulher-Maravilha e o Superman de Tiranos, isso faz com que Diana enrole seu Laço da Verdade no pescoço da Caçadora e o quebre.

Imagem de capa do item

Batman

Durante o arco Poder Absoluto, os vilões da Sociedade da Justiça voltam ao passado para fazer com que o Batman e o Superman se tornem seus aliados no futuro.

Quando os heróis crescem, eles acabam se tornando vilões, e durante um confronto contra a Mulher-Maravilha, Diana tenta fazer com que eles desistam da vilania e se aliem a ela, mas quando ela percebe que isso não daria certo, ela fere o Batman fatalmente com sua espada.

Imagem de capa do item

Guerra

Durante o arco Novos 52, Diane e um grupo de aliados, que incluía os deuses Hera e Guerra, tiveram de confrontar um ser chamado Primogênito, e isso acabou resultando em mais mortes nas mãos de Diana.

Quando o Primogênito está prestes a sobrepujar Guerra e tomar seu lugar como Deus da Guerra, Diana empala o vilão com uma lança em seu peito, mas isso também acaba custando a vida de Guerra, que perdoa a heroína e diz que também teria feito mesmo.

Imagem de capa do item

Diana, a Deusa Romana

Podemos notar que Diana não se importava de matar divindades, e isso incluía até mesmo aquelas que não fazem parte da mitologia da heroína.

Na mitologia Romana, Diana era conhecida como a forma alternativa de Ártemis, a Deusa da Caça, e quando a Deusa resolve assassinar algumas amazonas, a Mulher-Maravilha resolve vingá-las.

Assim sendo, a Deusa Romana e a Princesa das Amazonas entram em um combate mortal, que resulta na morte da Deusa, e no arrependimento da amazona por ter feito aquilo.

Imagem de capa do item

Deimos

Não, não estamos falando do irmão de Kratos da franquia God of War, porém assim como no game, os quadrinhos da DC também possuía um Deimos e ele era filho de Ares, o Deus da Guerra.

Quando Ares domina Washington, Diana e suas companheiras amazonas vão até os domínios do Deus da Guerra para confrontá-lo. Lá chegando, elas são recebidas por Deimos e Phobos, filhos de Ares.

Os como forma de salvar suas irmãs amazonas, Diana arremessa sua tiara em Deimos e o decapita, matando-o.

Imagem de perfil
Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'