Capa da Publicação

10 Regras estipuladas pela Disney que a Marvel precisa seguir nos cinemas!

Por Guilherme Souza

Em 2018, a Marvel Studios completou 10 anos de filmes de extremo sucesso. Embora o estúdio ainda seja extremamente jovem em relação aos grandes nomes de Hollywood, os filmes da Marvel já alcançaram feitos e marcas impressionantes, fazendo com que ele se torne um dos estúdios mais importantes da atualidades.

Acontece que, mesmo com a pouca idade, a Marvel Studios possui a Disney por trás dela, o que significa que ela precisa seguir algumas regras estipuladas pela Casa do Mickey Mouse. Com base em entrevistas dos atores e das equipes de produção, listamos algumas dessas regras, algumas delas podem parecer absurdas, mas faz parte do show business.

Imagem de capa do item

Os atores precisam ler os roteiros em salas sem janelas

Nós já sabemos que a Marvel é superprotetora com seus materiais, fazendo de tudo para evitar que informações sobre seus filmes sejam vazadas. Mas esse cuidado se estende principalmente aos atores dos longas.

Segundo Elizabeth Olsen e Paul Bettany, os atores recebem uma cópia do roteiro, no qual devem ler sozinhos, de uma única vez e em um quarto fechado e sem janelas. Além disso, os próprios atores recebem cópias falsas dos roteiros, para dificultar ainda mais o vazamento de informações, recebendo o roteiro verdadeiro minutos antes de gravarem.

Imagem de capa do item

Os atores precisam manter a “Imagem Disney”

Pelo que deu pra perceber, a Disney não se importa em despedir funcionários para poder manter sua boa imagem. Mas acredite, essa aura do estúdio também passa a ser uma obrigação dos atores, a partir do momento em que eles vestem seus uniformes.

Os atores precisam ser um modelo para as crianças, dentro e fora das telas, mostrando apoio a causas sociais e fazendo caridade.

Imagem de capa do item

Histórias para maiores de dezoito anos são exclusivas das séries de TV

Segundo a política da Disney, a Marvel não pode fazer filmes destinados ao público maior de dezoito anos. Entretanto, o estúdio permite que narrativas mais violentas baseadas nos personagens da casa das ideias sejam produzidas para a TV.

Segundo Bob Iger, CEO da Disney, o estúdio pode criar um selo alternativo para alocar filmes no estilo de Deadpool, caso a compra da Fox se concretize.

Imagem de capa do item

Nada de cigarro nos filmes

Até os anos 90, era muito comum vermos personagens de diversos filmes populares fumando, porém esse hábito foi se perdendo com o passar dos anos. Embora fumar seja um hábito comum para muitos, o fato de haver produções cinematográficas e televisivas com isso pode incitar as pessoas a adquirir esse vício.

Com isso, a Disney decidiu proibir que as produções da Marvel, Pixar e Lucasfilm mostrassem cenas com personagens fumando.

Imagem de capa do item

Os atores não podem fazer todas as cenas perigosas sozinhos

Existem inúmeros atores que preferem fazer suas próprias cenas de risco, como é o caso de Tom Cruise. Porém na Marvel, existe um limite para isso.

Os atores são proibidos de fazerem todas as cenas de risco sozinhos. Segundo Tom Holland, existia um limite para suas acrobacias, já que ele é obrigado por contrato a deixar que seu dublê faça a maior parte das cenas.

Imagem de capa do item

Os atores precisam dizer sim para aparições em outros filmes

O fato da Marvel ter criado um universo cinematográfico compartilhado é algo a ser parabenizado, porém nem todos podem enxergar isso como uma coisa boa.

Além dos filmes estipulados no contrato de cada ator, os atores também assinam um contrato de integração ao restante do MCU, isso significa que eles precisam aparecer em qualquer filme em que são requisitados enquanto o contrato estiver válido, independente do tamanho das aparições.

Imagem de capa do item

Atores da Marvel não podem estrelar filmes da DC

Há algum tempo atrás, Chris Hemsworth, o Thor, foi questionado sobre uma possível aparição no universo de filmes da DC. Entretanto, ele revelou que os atores da Marvel são proibidos por contrato de aparecerem em filmes da concorrência.

Ao que parece, a DC não tinha essa regra para si, já que Laurence Fishburne deixou os filmes do Superman para ir para os filmes do Homem-Formiga, porém os contratos dos atores do DCEU devem ter sofrido algumas alterações depois disso.

Imagem de capa do item

Os atores precisam ir para as regravações, independente de onde estejam

Acredite, regravações em filmes de grande orçamento são mais normais do que se imagina. Tanto, que os atores da Marvel possuem uma cláusula em seus contratos que os obriga a retornarem para regravações, independente do que estejam fazendo ou de onde eles estejam.

Idris Elba, intérprete do Heimdall nos filmes do Thor, teve de voltar da África do Sul para os EUA só para regravar algumas cenas de Thor: O Mundo Sombrio. Na época, o ator estava gravando um outro filme e não queria interromper o trabalho, porém seu agente lhe disse que ele era obrigado.

Imagem de capa do item

Os atores não podem ter controle criativo

Com o passar do tempo, muitos atores de renome acabam ganhando mais espaço no controle criativo dos filmes em que participam, porém na Marvel, isso é terminantemente proibido.

Edward Norton foi o primeiro intérprete de Bruce Banner no MCU, porém o ator acabou sendo substituído por Mark Ruffalo devido a diferenças criativas com o estúdio. Ao que parece, o estúdio prefere substituir um ator a deixar que ele opine nos roteiros e na direção.

Imagem de capa do item

Os atores são obrigados a fazer turnês promocionais

Você com certeza já viu os atores da Marvel dando entrevistas para promover seus filmes ao redor do mundo, indo para premières e tantos outros eventos.

Ao que parece, eles sempre estão muito empolgados com isso, sempre sorrindo e animados por falar bem dos filmes da Marvel. No entanto, isso também faz parte do contrato dos atores, que são obrigados a promoverem os filmes nos locais estipulados pelo estúdio. Acontece que eles precisam passar essa imagem de empolgação e confiança, mesmo que tenham dormido pouco por conta das inúmeras viagens.

Imagem de perfil
Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'