Capa da Publicação

10 momentos mais tensos da franquia Jurassic Park!

Por Chris Rantin

A franquia Jurassic Park, que agora continua sob o nome de Jurassic World, é uma das mais icônicas dos cinemas. Trazendo debates científicos e éticos bem à frente do seu tempo, mas principalmente dinossauros assustadores e cenas de tirar o fôlego.

Separamos aqui os 10 momentos mais tensos da franquia Jurassic Park! bora relembrar eles?

A fuga do Tiranossauro

Abrindo nossa lista temos, é claro, a primeira vez que vimos que um parque recheado das criaturas mais violentas e poderosas que já passaram pela face da Terra e descobrimos que não seria algo bacana. Tudo estava indo bem em Jurassic Park, até que as cercas de alta voltagem foram desligadas, permitindo que todos os répteis pudessem fugir.

Para piorar a situação, nossos protagonistas estavam bem ao lado do covil do Tiranossauro Rex, que chegou deixando claro porque ele era conhecido como um dos maiores predadores da história. A sequência é memorável e bastante tensa, especialmente quando você está vendo o filme pela primeira vez.

A cerca elétrica

Também no primeiro filme, temos uma cena de puro suspense que ocorre em dois locais distintos. Enquanto acompanhamos Alan e as crianças tentando escalar uma alta cerca elétrica - que naquele momento estava desligada, vemos Ellie se aventurando pelas instalações do parque e tentando religar a eletricidade de todo o complexo.

A tensão aqui acontece não só porque vemos Tim prestes a levar um choque, por ainda estar agarrado na cerca enquanto Ellie trabalha para eletrificar a cerca, mas também porque vemos a doutora levando vários sustos logo em seguida, tendo que lutar pela sua própria vida.

Raptors na Cozinha

Uma das melhores cenas da franquia acontece logo no primeiro Jurassic Park. Estamos falando, é claro da cena Velociraptors na cozinha. Veja bem, enfrentar um dinossauro já não é algo fácil, pior ainda é encarar os melhores caçadores dentre todos os répteis em um espaço tão limitado quanto uma cozinha.

O que deixar tudo ainda mais tenso e assustador? Coloque duas crianças, que já estão bem feridas de toda sua jornada tentando sobreviver ao parque, para lutar contra as feras. Definitivamente um dos momentos mais tensos e icônicos.

No Precipício

O segundo filme Jurassic Park: O Mundo Perdido tem uma sequência de tirar o fôlego. Depois de tentarem ajudar um pequeno Tiranossauro Rex que estava machucado, os humanos precisam encarar os pais da criaturinha que, claro, não estão nada felizes com aquilo.

Aqui, na verdade, são duas as cenas que te deixam com o coração bem acelerado. Primeiro vemos a chegada dos dois T-Rex, batendo contra o trailer onde os humanos estavam e já começando aquele terror psicológico. Mas tudo fica ainda pior quando, depois de receberem o pequeno tiranossauro, eles decidem simplesmente empurrar o veículo para um precipício. A personagem de Julianne Moore cai sobre uma fina camada de vidro, a única coisa impedindo que ela despenque para sua morte e isso, meus amigos, te deixa encolhido na poltrona.

Dinossauro Grande na Cidade Grande

Jurassic Park: O Mundo Perdido foi o primeiro filme da franquia que colocou um dinossauro fora da ilha, e isso se provou como algo incrivelmente assustador. Toda a sequência do Tiranossauro Rex interagindo com o “mundo real” é algo grandioso.

A tensão não vem do suspense, como nos outros casos da lista, mas, sim, por que é algo completamente absurdo que te pega de surpresa. Afinal, o que você faria se estivesse indo alugar um filme e acabasse vendo um predador gigante? Eu aposto que iria infartar…

Pterodons na ponte

Sendo bem sub-utilizados na franquia, os Pterodons encontraram a sua chance de brilhar em Jurassic Park 3. Na cena, temos os humanos seguindo por uma ponte, lutando para ver alguma coisa em meio a densa neblina.

É então que descobrimos que aquilo não é uma simples ponte, mas sim um aviário, e que eles estão no covil dos Pterodons. A cena fica ainda mais tensa quando Eric é pego pela criatura e levado para seu ninho, tendo que lutar contra diversos filhotes, enquanto foge em meio a neblina, saltando de uma altura aterrorizante.

O vídeo não está mais disponível.

Espinossauro na água

Ainda no terceiro filme, temos outro momento bem tenso, dessa vez por deixar o público verdadeiramente sem fôlego ao colocar os humanos enfrentando o Espinossauro presos em uma gaiola na água! Porque é claro que não dá pra facilitar a vida dos humanos em um filme sobre dinossauros.

Na cena, além de já termos aquela tensão em ver os protagonistas tentando lutar para respirar, ainda tem o gigantesco predador que está tentando devorá-los. Uma combinação bastante mortífera que te deixa agoniado do começo ao fim.

A fuga da Indominus Rex

Em Jurassic World: Mundo dos Dinossauros nós conhecemos a Indominus Rex, criada para ser ainda maior, mais letal e mais inteligente que um T-Rex. O que poderia dar errado, não é mesmo?

Como era de se esperar, a criatura se mostra bem mais inteligente que os humanos, conseguindo orquestrar uma fuga incrível da sua jaula em uma sequência bastante tensa.

O vídeo não está mais disponível.

Mossossauro com fome

A sequência de abertura de Jurassic World: Reino Ameaçado já dita o tom do filme, que tinha como proposta ser mais sombrio e mais puxado para o suspense. Assim, logo no início, já temos um momento de tirar o fôlego, quando humanos voltam ao parque, agora em busca de uma amostra de DNA da Indominus Rex.

Tudo dá errado, como era de se esperar, quando um Tiranossauro aparece e começa a perseguir um dos membros dessa equipe. A sequência é bastante tensa, especialmente porque o único meio de salvação para o humano é o helicóptero que se afasta. Contrariando todas as chances, ele consegue se agarrar às escadas e comemora sua sorte… até o Mosassauro aparecer e devorá-lo.

O vídeo não está mais disponível.

Fuga da Ilha

Outro momento bastante tenso do mais recente filme da franquia é a fuga da ilha. Quando o vulcão finalmente entra em erupção, vemos nossos protagonistas tendo que correr pelas suas vidas, dessa vez tendo que tomar cuidado não apenas com os dinossauros que correm por suas vidas - e até tentam atacá-los - como também contra a própria natureza.

Ali, é possível notar o desespero dos animais e dos humanos, o que só aumenta a agonia e tensão do momento.

Imagem de perfil
Chris Rantin

Jornalista • Editor • Mestrando em Comunicação pela UEL • Instagram e Twitter: @Chris_Rantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"