Capa da Publicação

10 Melhores batalhas finais em filmes de super-heróis!

Por Gus Fiaux

Quando vamos ao cinema assistir a um filme de super-heróis, todos esperamos por uma grande sequência magnífica de ação ao final. O clímax de cada filme é muito bem analisado, seja por críticos ou pelo público geral, que esperam encontrar uma batalha digna dos maiores épicos de todos os tempos.

E precisamos dizer que a maior parte dos filmes consegue fazer isso muito bem. Nesta lista, você vai conferir as 10 melhores batalhas finais dos filmes de super-heróis. São lutas que nos deixaram de queixo caído e que nos fizeram querer lutar contra o crime, enquanto também mostraram como cada personagem pode ser poderoso!

Créditos: Divulgação

Imagem de capa do item

Guardiões da Galáxia Vol. 2

Uma das franquias mais queridas do Universo Cinematográfico da Marvel, os Guardiões da Galáxia são referência no que diz respeito a ação com humor e emoção, e o Vol. 2 nos prova isso de uma forma sensacional, uma vez que a equipe precisa se unir para deter todo um planeta, Ego.

A cena em si é espetacular, e conta com o melhor do que a Marvel nos pode oferecer em termos de efeitos visuais. A trilha sonora é outro ponto alto, com direito a um tremendo sucesso como The Chain, do Fleetwood Mac. E não pense que tudo é apenas ação, já que temos um momento bem dramático envolvendo Yondu.

Imagem de capa do item

Pantera Negra

Já considerado um dos melhores filmes de super-heróis de todos os tempos, Pantera Negra veio para quebrar paradigmas e inserir uma forte discussão política ao Universo Cinematográfico da Marvel. Ao fim, temos uma grande batalha, que em vez de por à prova a segurança mundial, ameaça a união de uma nação.

O clímax do filme é perfeito por não apostar apenas na luta entre o Pantera Negra e seu maior inimigo, Killmonger. Além disso, temos uma batalha tribal grandiosa, que mostra todos os aliados do rei ajudando-o a vencer seus detratores, com direito à sequência em que Okoye e as dora milaje precisam enfrentar o exército da fronteira.

Imagem de capa do item

Capitão América: Guerra Civil

Embora muitos fãs não gostem da adaptação dada à Guerra Civil, precisamos concordar que o terceiro filme do Sentinela da Liberdade faz um ótimo trabalho ao criar magníficas cenas de ação, como a incrível batalha do aeroporto, em que os Vingadores precisam lutar entre si pela desobediência civil do Capitão América.

Contudo, é o final que realmente nos chama atenção. Após essa magnífica batalha, somos jogados para uma luta bem mais intimista e perigosa, que simboliza a cisão indeterminada entre Steve Rogers e Tony Stark - tudo enquanto Zemo manipula todos, como um mestre das marionetes.

Imagem de capa do item

Capitão América: O Soldado Invernal

Por outro lado, outro filme do Capitão América merece espaço nesta lista - e sim, estamos nos referindo a Capitão América: O Soldado Invernal, filme que veio para mudar completamente o status quo da S.H.I.E.L.D. dentro do Universo Cinematográfico da Marvel. Aqui, descobrimos que a organização sempre esteve infiltrada pela HIDRA.

E o resultado é uma épica batalha na qual Steve Rogers precisa ressurgir como um símbolo de esperança para todos os que se mantém ao seu lado - enquanto ainda confronta o Soldado Invernal, em uma luta extremamente emocionante. A sequência dos Aeroporta-Aviões também é digna de aplausos.

Imagem de capa do item

Homem de Aço

Embora muitos não gostem da origem dada ao Superman nos Mundos da DC, não há como negar que Homem de Aço faz cada soco ser sentido em sua batalha final, que traz Clark Kent finalmente enfrentando um dos maiores inimigos de seu pai, o General Zod. A sequência é arrebatadora, contando com uma destruição colossal.

Em sentidos de ação, nada é mais elogioso do que ser comparado a Dragon Ball - e o terceiro ato do filme certamente nos lembra o anime. A porradaria é intensa e ameaça todo o Planeta Terra, enquanto o herói titular precisa aprender a lidar com seus poderes e as consequências de suas decisões.

Imagem de capa do item

X-Men 2

Os Filhos do Átomo sempre viveram em seu universo à parte nos cinemas. X-Men 2 até hoje é considerado um dos pontos altos da franquia - e francamente, eles não tinham como errar, ainda mais apostando na adaptação de um arco tão espetacular quanto Deus Ama, o Homem Mata. O resultado é um clímax perfeito e tenso.

Aqui, acompanhamos os X-Men juntos da Irmandade dos Mutantes de Magneto, enquanto eles precisam adentrar a base do programa Arma X, para recuperar o Professor Xavier e salvar o restante da espécie mutante. O ponto alto vai para o sacrifício de Jean Grey - e nos deixa com pena pela adaptação horrível da Fênix Negra em X-Men: O Confronto Final.

Imagem de capa do item

Batman: O Cavaleiro das Trevas

A melhor aventura do Batman nas telonas, O Cavaleiro das Trevas finalmente coloca o herói de Gotham City contra o Coringa. Porém, assim como em Capitão América: Guerra Civil, não espere ver uma ameaça que põe o mundo em risco - em vez disso, a ação aqui é bem mais contida e centrada.

No terceiro ato, acompanhamos Bruce Wayne enquanto ele tenta deter o plano insano do Palhaço do Crime. Quando finalmente tem sucesso, ele precisa enfrentar um velho aliado: Harvey Dent, agora transformado no maníaco Duas-Caras. E é aí que toda a jornada do herói é posta à prova, enquanto ele precisa lutar por um bem maior.

Imagem de capa do item

Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Embora o segundo filme ainda seja o favorito do público, não há como negar que o ato final de Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge é sensacional em diversos níveis, pois mostra a luta não apenas de seu protagonista titular, mas de toda Gotham City contra os invasores, criminosos e vândalos liderados por Bane.

Embora ainda tenhamos algumas sequências um tanto quanto vergonhosas - como a morte de Talia al Ghul -, o filme nos presenteia com uma verdadeira guerra nas ruas, com direito a toda população e polícia local envolvida. Além disso, ainda temos o sacrifício final do Cavaleiro das Trevas - e o nascimento de um novo herói.

Imagem de capa do item

Os Vingadores

Os Vingadores talvez seja um dos filme de super-heróis mais importantes de todos os tempos. A reunião dos personagens icônicos do Universo Cinematográfico da Marvel veio para solidificar a noção dos universos compartilhados e o império multibilionário da Marvel Studios. Mas a grande surpresa ficou por conta de seu final.

A Batalha de Manhattan, como é conhecida nesse universo, funciona em uma estrutura de três atos, como se fosse um filme a parte. O interessante é ver como os heróis se auxiliam para enfrentar Loki e as forças invasoras dos Chitauri. É uma sequência de ação espetacular, que durante muito tempo foi o parâmetro máximo para as batalhas de filmes de super-heróis.

Imagem de capa do item

Vingadores: Guerra Infinita

Em primeiríssimo lugar, está o filme que fez todos perderem a cabeça neste ano. Vingadores: Guerra Infinita é mais um acerto para o repertório da Marvel Studios, e é um longa recheado de ação do começo ao fim, conforme os Heróis Mais Poderosos da Terra precisam fazer de tudo para impedir que Thanos conquiste as seis Joias do Infinito.

Basicamente, o longa é uma sequência de ação sem interrupção. Ainda assim, seu terceiro ato merece aplausos por se dividir entre dois locais diferentes: Titã, o "planeta"-natal do vilão e a Terra, onde a porradaria rola solta em Wakanda. E em ambos os casos, temos sequências bem memoráveis e que encheram nossos olhos de lágrimas.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux