Capa da Publicação

10 Curiosidades sobre os bastidores dos Parques Disney!

Por Guilherme Souza

A Disney materializou a magia de seus contos de fada através da construção de seus incríveis parques temáticos, que anualmente, recebem a visita de milhares de pessoas de todas as partes do mundo.

Com o objetivo de transportar os visitantes para um mundo fantástico, os parques possuem regras extremamente rigorosas de funcionamento, principalmente no que se refere à conduta de seus funcionários. Pensando nisso, reunimos algumas curiosidades dos bastidores dos maravilhosos Parques Disney.

Imagem de capa do item

O quarto no castelo da Cinderela

Por mais que o Castelo da Cinderela não seja completamente funcional, ele possui uma suíte real que poucos possuem o privilégio de usar.

A suíte foi construída com o intuito de acomodar a Família Disney, porém Walt morreu antes que o parque de Orlando estivesse concluído, o que significa que ele nunca teve a oportunidade de usá-la. Atualmente, a equipe da disney escolhe algumas famílias aleatoriamente para passarem uma noite na suíte, que conta com uma jacuzzi e itens personalizados da Cinderela.

Imagem de capa do item

As Fantasias são um pesadelo

Até 2001, a Disney obrigava os funcionários que se fantasiavam de seus icônicos personagens a usarem roupas íntimas padrão, que deveriam ser devolvidas para lavagem no fim do dia para que pudessem ser usadas por outro funcionário no dia seguinte, mas nem todos cumpriam essa regra e repassavam as roupas íntimas sujas!

Como se isso não fosse penitência o bastante, algumas fantasias são extremamente pesadas e muitas chegam a deixar os funcionários sem ar de tão apertadas. Muitos funcionários já declararam que passaram mal enquanto usavam algumas fantasias, chegando ao ponto de vomitarem dentro de suas próprias máscaras.

Imagem de capa do item

Ser Princesa não é fácil

Alguns atores têm o privilégio de serem parecidos o bastante com príncipes ou princesas, com isso, eles não precisam usar as tenebrosas fantasias fechadas que citamos acima, certo? Errado!

Segundo declarações de algumas atrizes que interpretaram princesas, elas precisam passar por um árduo processo de treinamento para o papel, além de serem proibidas de terem tatuagens e piercings. Além disso, elas precisam passar por um “período de experiência”, interpretando personagens fechados como Mickey e Minnie, até estarem aptas a interpretar as princesas.

Imagem de capa do item

Existem Mickeys escondidos por toda a parte

Não é à toa que chamam a Disney de “a casa do Mickey Mouse”. Como forma de homenagear o famoso camundongo, os engenheiros e arquitetos do parque fazem questão de esconderem milhares de silhuetas do Mickey por toda a parte dos parques do Disney.

Os visitantes começaram a fazer uma espécie de caça às silhuetas, que podem ser avistadas em prédios, tapeçarias, placas e onde mais você puder imaginar. Embora algumas delas sejam bem definidas e óbvias, outra estão escondidas de forma mais abstrata.

Imagem de capa do item

Proibido mascar chiclete

Os parques Disney são extremamente limpos, já que desde o começo Walt Disney exigiu que fossem colocadas lixeiras à cada 30 passos de distância, com o objetivo de facilitar a vida dos visitantes e estimulá-los a não jogar o lixo no chão, porém outras medidas de limpeza foram adotadas pelo parque.

Como forma de dificultar que os visitantes joguem chicletes mascados no chão ou colem eles embaixo de bancos e mesas, a Disney não vende nenhum tipo de goma de mascar em suas lojas. Obviamente, pessoas que estão mascando chiclete não são proibidas de adentrar ao parque.

Imagem de capa do item

Gatos à caça

Como é de se imaginar, a Disney possui uma enorme quantidade de animais em suas instalações, principalmente gatos e patos. Entretanto, os felinos acabam sendo uma espécie de “exterminadores naturais.”

Depois que o parque fecha, os gatos aparecem para caçar ratos que possam aparecer por lá.

Imagem de capa do item

A rua principal sempre tem cheiro de biscoitos no forno

Hoje em dia, as empresas usam as mais variadas técnicas de venda, se aproveitando de todos os sentidos do consumidor, inclusive o olfato. Pensando nisso, a Disney resolveu fazer com que todas as lojas da rua principal do parque emitissem odor de biscoitos saindo do forno, como forma de atrair os consumidores.

Atualmente, a tática foi deixada de lado, pois muitos achavam o cheiro artificial demais, porém o parque ainda usa a técnica em outras atrações, como por exemplo o brinquedo de Piratas do Caribe, que emite cheiro de pólvora.

Imagem de capa do item

Uma cidade de túneis subterrâneos

Certa vez, Walt Disney viu um cowboy de uma área do parque andando pela área espacial, algo que fez com que ele começasse a pensar que ocasiões como aquela poderiam quebrar a experiência dos visitantes.

Para solucionar o problema, a Disney possui uma série de túneis subterrâneos nos quais os funcionários usam para se locomover pelo parque. Os túneis acomodam salas de figurino, salões de cabeleireiro e maquiagem, além de áreas de descanso. A extensão dos túneis é tão grande que os funcionários se locomovem com a ajuda de carrinhos de golf.

Imagem de capa do item

Perspectiva forçada

Por fotos e vídeos, sempre pensamos que o Castelo da Cinderela e outras construções dos parques disney são monumentais, feitas em escala real, porém elas são bem diferentes disso.

O Castelo da Cinderela possui somente 60 metros de altura, já que qualquer construção acima disso é obrigada a colocar uma luz sinalizadora em seu ponto mais alto para evitar acidentes aéreos. Como uma forma de deixar as construções mais suntuosas e realistas, os engenheiros da Disney adotaram uma técnica de perspectiva forçada para as construções, onde a largura dos tijolos da base é menor que a do topo, dando a ilusão de que a construção é maior.

Imagem de capa do item

Nada de apontar!

Em algumas culturas, o ato de apontar com o dedo indicador é considerado uma ofensa. Pensando nisso, a Disney proibiu seus funcionários de executarem o gesto.

Como uma alternativa para sinalização, os funcionários devem apontar com dois dedos e deixando as mãos abertas, deixando claro que não estão apontando e apenas sinalizando.

Imagem de perfil
Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'