Capa da Publicação

10 coisas que queremos ver em Toy Story 4!

Por Gus Fiaux

Toy Story é uma das franquias mais celebradas da história do cinema, contendo três filmes espetaculares, que nos proporcionaram toda a magia e emoção que só a Pixar pode criar. Agora, a saga está voltando no próximo ano, com um quarto filme – mas muitos ainda estão com o pé atrás.

Considerando que Toy Story 4 tem o dever de dar continuidade a uma trilogia impecável, o filme precisa dar aos fãs algo novo – ao mesmo tempo em que se mantenha a qualidade dos longas anteriores. Pensando nisso, aqui estão 10 coisas que queremos ver em Toy Story 4.

Créditos: Disney-Pixar

Imagem de capa do item

Uma continuação à altura da trilogia original

Eu já falei no item introdutório e repito: Toy Story é uma trilogia impecável. Seus filmes construíram um arco dramático excelente, e que fez com que nós nos apaixonássemos por personagens icônicos como o Xerife Woody ou Buzz Lightyear, ou até mesmo o humano Andy.

Para a sequência, nós esperamos que a história seja mantida no mesmo nível. Tudo bem que a Pixar não produziu continuações muito boas nos últimos anos - vide as sequências de Carros ou Universidade Monstros -, mas o sucesso de Os Incríveis 2 pode nos dar um raio de esperança.

Imagem de capa do item

Mais brinquedos!

A franquia Toy Story sempre foi famosa por adicionar mais e mais brinquedos a cada filme. Ao longo da trilogia, várias figuras famosas foram exploradas - e foi, inclusive, graças ao sucesso dos filmes que muitos brinquedos clássicos voltaram às lojas, como o Sr. Cabeça de Batata.

Para a continuação, nós esperamos ver novos brinquedos, desde figuras clássicas até as mais modernas. E como a Disney também toma conta de Star Wars e da Marvel, atualmente, seria incrível ver um brinquedo do Homem de Ferro ou de Yoda, por exemplo.

Imagem de capa do item

Retornos aguardados...

A franquia é cheia de nomes importantes, que ajudaram a estabelecer esse universo fantástico com personagens incríveis. Seria muito interessante reencontrarmos alguns dos brinquedos e até mesmo dos humanos que fizeram parte dessa história até então.

Uma ideia seria conhecermos novamente Sid, o valentão que mutilava brinquedos no primeiro filme. Dessa forma, gostaríamos de saber como ele mudou após o traumático encontro com Woody. Além dele, várias outras figuras podem retornar, como o Imperador Zurg e Betty.

Imagem de capa do item

... mas nada de Andy!

O arco de Andy se encerrou perfeitamente em Toy Story 3, com uma cena que nos arrancou lágrimas e soluços. É a completa transição da história de uma criança para sua vida adulta, e como ele precisou passar adiante os seus brinquedos, para que pudesse ir para a faculdade.

Embora alguns gostariam de rever o antigo dono de Woody, Buzz e Jessie, a melhor opção é sequer trazê-lo para o próximo filme. Isso nos daria o sentimento oficial de conclusão em relação à sua história - até porque os brinquedos agora estão em boas mãos.

Imagem de capa do item

Mais Bonnie!

Bonnie é a menina fofa e divertida que foi apresentada em Toy Story 3. Tão criativa quanto Andy, ela possui uma grande variedade de brinquedos e sabe cuidar muito bem deles. Nos especiais televisivos, nós já tivemos um gostinho de como é ter Bonnie como dona dos bonecos.

Pensando nisso, seria interessante ver ainda mais dela no próximo filme, mostrando seu carinho pelos presentes dados por Andy. Mas é claro que ela também não pode estar sempre presente em cena, já que os brinquedos também precisam se mexer e ter sua própria história.

Imagem de capa do item

Situações inventivas

Uma coisa que sempre foi muito interessante em Toy Story foi a forma pela qual a história sempre coloca os brinquedos em situações únicas e bem inventivas. Quem imaginaria ver um grupo de resgate, como em Toy Story 2, ou a tentativa de fugir de uma creche, como no terceiro filme.

Com isso em mente, precisamos ver mais situações divertidas e, ao mesmo tempo, novas. Nesse sentido, fica a encargo do diretor Josh Cooley e dos roteiristas nos surpreender com algo completamente original, que mostre que ainda há muita imaginação dentro e fora das "câmeras".

Imagem de capa do item

Um romance diferente

Nas primeiras versões do roteiro, que aparentemente foram descartadas, Toy Story 4 seria uma comédia romântica, envolvendo o Xerife Woody e o retorno de sua amada Betty. No entanto, sabemos que a boneca realmente estará no filme, devido à divulgação do elenco de vozes.

Pensando nisso, um romance até que viria a calhar - desde que seja feito do jeito que Toy Story faz melhor: subvertendo clichês e propondo situações originais. Com isso, tudo o que queremos é um romance que não seja piegas, e que mostre outro lado desses personagens queridos.

Imagem de capa do item

Pela estrada afora...

Se pararmos para pensar, os três Toy Story até agora possuem, em algum momento, o formato de um road movie - ou seja, quando os personagens começam a viajar em busca de algo. No primeiro, Buzz e Woody tinham que fugir de Sid. No segundo, o astronauta conduziu uma equipe de resgate para o xerife. E no terceiro, todos precisaram escapar.

Pelo que a sinopse do filme nos conta até agora, o quarto também parece ter, em algum nível, uma jornada dos personagens. E isso seria fenomenal, caso conduzido de uma forma inovadora. Aqui, poderemos ver Woody e seus amigos percebendo o quão grande o mundo é para um brinquedo.

Imagem de capa do item

Afinal, o que é ser um brinquedo?

Sabemos que o filme vai nos apresentar uma nova figura: Forky. Pelo visto, ele é um "brinquedo" feito com sucata: um garfo/colher e alguns limpadores de cachimbo. Mas, pelo que a sinopse e o primeiro teaser do filme nos indicam, ele ainda não sabe o que é ser um brinquedo.

O filme poderia se focar justamente nesse tema, mostrando como qualquer coisa, na imaginação de uma criança, pode se tornar um brinquedo - além do apego sentimental que isso pode causar. Queremos ver a jornada de Forky, se tornando um grande amigo para Bonnie e para os demais bonecos.

Imagem de capa do item

Emoção a mil

Em três filmes, Toy Story sempre conseguiu encontrar uma forma de nos emocionar. O primeiro filme é sobre amizade e superação das diferenças, enquanto o segundo trata de um tema bem mais delicado: o abandono. O terceiro, por sua vez, é sobre despedidas e finais.

Com o quarto filme vindo, nós esperamos que a mesma carga emocional esteja presente em cada cena, até porque é uma nova chance de rever figuras icônicas como Woody, Buzz, Jessie, Sr. Cabeça de Batata, Rex e Slinky, entre outros. Eu só espero voltar do cinema chorando mais uma vez!

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux