Capa da Publicação

Quarteto Fantástico: Personagem cósmico da Marvel sofre grande atualização nos quadrinhos

Por Gus Fiaux

Após meses de construção e confabulação, a mais nova saga do Quarteto Fantástico na Marvel chegou ao seu fim. Reckoning War mostra os membros da Família Fundamental se reunindo com vários aliados para deter uma raça alienígena ancestral e guerreira, os Reckoning. Porém, a conclusão da trama traz grandes mudanças e reviravoltas para um dos seres cósmicos mais importantes da editora: Uatu, o Vigia.

Em Fantastic Four #45 (via Comic Book), escrita por Dan Slott e ilustrada por Andrea Di Vito, temos a última batalha entre os heróis e os alienígenas que podem por em risco a vida em todo o universo. Porém, Uatu passa por uma grande transformação ao absorver todas as visões que os outros Vigias já tiveram, incluindo suas mentiras e os capítulos secretos do Cyclopedia Universum, um compêndio com todo o conhecimento acumulado do universo.

Esse conhecimento causa uma grande sobrecarga de energia em Uatu, e ele é puxado para o centro do Ápice da Realidade, causando a destruição do planeta dos Vigias (T-37X). Assim, Uatu ressurge em um tamanho gigantesco, todo poderoso e capaz de ver tudo no universo ao mesmo tempo, inclusive todas as dimensões alternativas, os “what ifs?“. Enquanto isso, outros membros de sua raça – os outros Vigias – ficam cegos para sempre.

Com tanto poder em mãos, o Vigia agora reina absoluto – e só para ter uma dimensão de seu tamanho, ele fica ainda maior que Ego, o Planeta Vivo. Assim, ele quebra o juramento de “não interferir” de sua raça, abrindo a Grande Barreira que foi construída pelos Vigias após a Primeira Guerra contra os Reckoning. E isso nos mostra que ainda há um território gigantesco do Universo Marvel que nunca foi explorado.

É nesse contexto que Galactus, recentemente ressuscitado, chama o Surfista Prateado, dessa vez não como seu arauto, mas sim como um companheiro, para que os dois possam explorar o que há na “fronteira final”. E enquanto isso, a lua da Terra é reconstruída, o que devolve a Nick Fury sua morada – o antigo palácio de Uatu, que é cheio de tecnologias que não podem cair nas mãos erradas.

Vale lembrar que Fury havia matado o Vigia originalmente na saga Pecado Original, para usar seus olhos e ver as grandes ameaças à humanidade. Ele foi castigado por isso, sendo mantido preso na morada do Vigia, onde tomou o nome de “Não-Visto“. Desde que Uatu retornou dos mortos, na saga Impéryo, ele parece ter perdoado Fury e os dois se tornaram grandes aliados durante toda a saga Reckoning War.

Agora, não sabemos o que vai acontecer com o Vigia e como sua mudança pode interferir nas estruturas de poder e nas hierarquias do Universo Marvel. Porém, é válido notar que ele se tornou um completo deus cósmico, no mesmo nível que Eternidade e outras entidades que já conhecemos. Resta saber quanto tempo isso vai durar… e como vai afetar a vida dos outros seres que vivem nesse universo.

Fantastic Four #45 está à venda nas bancas norte-americanas, sem previsão de publicação no Brasil.

Abaixo, confira também:

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux