X-Men: Rachel Leigh Cook se arrepende de ter recusado papel de Vampira

Capa da Publicação

X-Men: Rachel Leigh Cook se arrepende de ter recusado papel de Vampira

Por Evandro Lira

Antes de Anna Paquin estrelar como Vampira no filme X-Men, de 2000, o papel da mutante quase foi entregue a outra atriz em ascensão da época: Rachel Leigh Cook.

Você a deve conhecer pelo clássico dos anos 90 Ela é Demais, que recentemente ganhou um remake pela Netflix, no qual Cook também atua. Em uma entrevista concedida ao New York Times, a atriz revelou que um dos maiores arrependimentos de sua carreira foi ter recusado participar do primeiro filme dos X-Men como Vampira.

“Assim que eu vi os pôsteres, percebi que havia cometido um erro”, disse Cook.

Rachel Leigh Cook é conhecida por ‘Ela é Demais’

Na época, X-Men serviria para dar o pontapé na era dos super-heróis no cinema como a conhecemos hoje. Enquanto isso, Cook tinha apenas 19 anos e tinha acabado de estrelar a comédia romântica Ela é Demais. Ela conta que queria evitar atuar em grandes produções e que recebeu conselhos de que deveria perseguir um caminho onde fosse levada à sério na indústria:

“Eu realmente achei que o que todos me diziam estava certo. ‘O que precisamos fazer agora é garantir que você seja levada a sério’. Eu definitivamente fiz as coisas pelos motivos errados.”

Ainda que não tenha atuado em produções muito famosas, Rachael Leigh Cook continuou sua carreira de forma prolífica. X-Men, por sua vez, foi um dos grandes sucessos daquele ano, rendendo mais dois filmes em sequência e mais uma série de prequelas.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Editor, bacharel em Cinema e Audiovisual, bruxo nascido trouxa, filho dos filhos do átomo, mestre dos quatro elementos, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira