Capa da Publicação

Shang-Chi: Marvel Studios já tinha planos para o Mandarim desde 2008

Por Raphael Martins

Os fãs do MCU foram pegos de surpresa durante esta semana com o primeiro trailer de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, mais um aguardado filme da fase 4 do estúdio que sai ainda este ano. Nele, público viu pela primeira vez não apenas o herói protagonista, como também o vilão do filme: o Mandarim. Mas os planos para o personagem começaram ainda em 2008.

O primeiro Homem de Ferro, filme de 2008 que deu o pontapé inicial para o MCU, já havia apresentado os Dez Anéis como uma organização terrorista com raízes no mundo inteiro. Obadiah Stane (Jeff Bridges) contrata criminosos da organização para sequestrarem Tony Stark, que dá o troco logo depois em sua primeira missão utilizando sua armadura, e embora o Mandarim não seja mencionado em momento algum, já haviam planos para ele.

Em uma entrevista datada de 2008 para o site Superhero Hype (via ComicBook), Jon Favreau, diretor do filme, falou sobre o Mandarim:

“O Mandarim ainda é o cara. Ele é o chefão, mas nós estávamos sempre lembrando a nós mesmos de que ninguém gostava do imperador em comparação com Darth Vader nos filmes de Star Wars. Ele tinha os raios, mas quando o imperador era aquela figura que você acabou de ver obliquamente, era como ‘Caramba, Darth Vader está se ajoelhando diante de alguém? Esse cara deve ser muito legal!’ Mas aí enquanto ele falava já era como ‘Ok, já chega’. Então tudo é como você trata a pessoa e é isso o que informa o que ela vai ser. Para o Mandarim, para ele ter aquele tipo de peso, é realmente uma questão de usar todos os truques narrativos para isso, porque se é só um cara correndo e pulando por aí de robe e atirando raios, se você o levar de forma literal, isso tiraria o equilíbrio de todo esse universo. Então como você mantém toda a coisa junta e ainda alcança as expectativas dos quadrinhos?”

Nessa mesma entrevista, Favreau falou ainda sobre os desafios de se adaptar o Mandarim para o cinema:

“O Mandarim é um personagem complicado para nós, porque tudo se torna um campo minado. Nós entramos nas artes místicas sombrias da Ásia e viagens interdimensionais e todos os anéis que fazem coisas diferentes, habilidades psíquicas e coisas assim, e pensa ‘Isso pode ser legal. Talvez seja legal. Talvez, se fizermos isso de maneira autêntica’ […] Então para onde você vai com isso? Quais são suas regras e como você permanece consistente com elas? O que acontece é que as pessoas ficam desesperadas enquanto procuram por inspiração e começam a quebrar as próprias regras, e é aí que filmes começam a perder sua identidade.”

O Mandarim em Shang-Chi: vilão será figura central na trama

A polêmica com o Mandarim

Presente nos planos do Marvel Studios desde o começo, ainda que muito discretamente, o Mandarim deveria ter aparecido bem mais cedo no MCU. A ideia do estúdio era a de apresentar o vilão em uma das cenas pós-créditos do primeiro Os Vingadores, de forma exclusiva para o mercado chinês. Contudo, a Disney acabou vetando a ideia por achar o personagem “arriscado demais” para aquele momento.

O Mandarim só foi ganhar uma nova chance em 2013, com Homem de Ferro 3. O personagem, interpretado por Ben Kingsley, se revela como sendo apenas um simples ator trabalhando em troca de dinheiro e drogas, com a única função de criar uma distração para que o verdadeiro vilão pudesse agir sem ser notado. Isso não foi nada bem aceito entre os fãs, que protestaram contra essa abordagem do personagem e fizeram tanto barulho que o Marvel Studios precisou fazer algo a respeito.

Após a resposta negativa, o estúdio acabou voltando atrás e confirmando a existência do verdadeiro Mandarim em um curta-metragem intitulado All Hail the King, presente como conteúdo extra no Blu-Ray de Homem de Ferro 3. Nele, vemos a vida do falso Mandarim na prisão, onde ele é ameaçado pelo verdadeiro vilão, que não ficou nada feliz quando soube que foi imitado.

Ben Kingsley como o Mandarim em Homem de Ferro 3: resposta negativa do público fez estúdio voltar atrás

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis chega aos cinema em 3 de setembro de 2021.

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael