Capa da Publicação

Presidente da Blizzard deixa empresa após acusações de assédio e sexismo

Por Leo Gravena

O presidente da Blizzard Entertainment (uma das divisões da Blizzard Activision), J. Allen Brack, está deixando a companhia. Em um comunicado oficial divulgado no site oficial da empresa, foi revelado que Brack deixaria seu posto, que agora será ocupado por Jen Oneal e Mike Ybarra, que serão os novos “líderes da Blizzard”.

A noticia vem após várias denuncias de uma gigantesca cultura de assédio e abuso na empresa, que foi processada pelo Departamento de Trabalho e Habitação Justos do estado da Califórnia, após uma onda de acusações de assédio, sexismo, discriminação e “comportamento de fraternidades” nos empregados homens da empresa, enquanto mulheres passam por desigualdade salarial e outras humilhações.

De acordo com o jornalista Jason Schreier, um email foi enviado para a equipe da empresa pelo presidente da Activision Blizzard, Daniel Alegre, dizendo que Brack estava “deixando a empresa para perseguir novas oportunidades”.

O jornalista também deixa claro que o título dos cargos é muito importante para entender as dinâmicas de poder dentro da empresa, o que pode ser confuso para alguns, principalmente com as divisões feitas dentro da Activision Blizzard, que possui lideranças diferentes para cada estúdio e parte da empresa. Ele explicou:

“Títulos significam muito no mundo corporativo.

Até 2018, Mike Morhaime era CEO.

Quando o Brack assumiu, ele era Presidente.

Agora, Oneal e Ybarra são descritos como ‘líderes’. 

Isso deixa claro quem está no comando: Bobby Kotick”

Bobby Kotick é o CEO da Activision Blizzard, sendo a maior figura dentro de toda a companhia.

Imagem de perfil
Leo Gravena

Editor | Ele/Dele | @LeoGravena
Escrevo sobre cultura geek na internet desde 2012
"Don't look back -- the past is exactly where it belongs."