Capa da Publicação

Loki: Kevin Feige fala sobre planos abandonados para curta do vilão

Por Gus Fiaux

Um dos personagens mais carismáticos de todo o Universo Cinematográfico da Marvel, o Loki começou como um vilão, passou por uma lenta redenção para se tornar um anti-herói e acabou morrendo. Ainda assim, na série solo do personagem que estreou nessa quarta-feira (09), acompanhamos um novo Loki ainda nas raízes da vilania, que precisa fazer várias missões para corrigir todas as trapalhadas que fez no espaço-tempo contínuo.

Durante uma coletiva de imprensa para divulgar mais detalhes sobre a série solo do personagem, Kevin Feige disse que, durante algum tempo, houve o plano de produzir um curta-metragem focado no Deus da Trapaça. A história se passaria no passado, na década de 70, e artes conceituais chegaram a ser produzidas. No entanto, ele agradece aos produtores da série solo do vilão e diz que a proposta está bem mais interessante do que o curta que seria lançado anos atrás.

“Havia algumas ideias, como Tom [Hiddleston] deve lembrar, para um curta-metragem, que iria voltar no tempo com o Loki para os anos 70, tipo, indo no Studio 54 na década de 70. Eu acho que tínhamos algumas artes conceituais dele montado em um cavalo. Com sorte, graças a Michael [Waldron] e Kate [Herron, produtores da série do personagem], a série se tornou muito mais interessante que isso, e os períodos temporais são quase que secundários para a história em si.”

Studio 54 é uma famosa discoteca localizada em Nova York, que foi fundada em 1977. Provavelmente veríamos o Deus da Trapaça se aventurando pela pista de dança, embora não saibamos ao certo qual seria a história apresentada aqui. Porém, é interessante ressaltar que isso aconteceria bem antes dele trair seu irmão, evento que é retratado no primeiro filme solo do Thor.

Felizmente, Loki está ganhando sua série solo no Disney+.

Vale lembrar que a Marvel Studios produziu, durante muito tempo, vários curtas-metragens que eram lançados nos bônus e materiais extras de seus Blu-Rays. Naquela época, esses curtas serviam para explorar personagens que não tinham muito destaque nos cinemas, como o Agente CoulsonPeggy Carter e até mesmo o falso Mandarim de Homem de Ferro 3.

Esses curtas foram lançados durante a Fase Um e a Fase Dois do Universo Cinematográfico da Marvel, e faz todo o sentido que tenham pensado em produzir um curta para o Loki na época, visto que o personagem estava no auge de sua popularidade com o lançamento do primeiro filme d’Os Vingadores.

O primeiro episódio de Loki já está disponível no Disney+.

Abaixo, veja os 10 melhores momentos do Loki no Universo Cinematográfico da Marvel:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux