Capa da Publicação

Liga da Justiça: Zack Snyder fala sobre pressão para incluir mais humor no filme

Por Melissa de Viveiros

A versão de Zack Snyder de Liga da Justiça vem aí, e com o lançamento do filme cada vez mais próximo, o diretor tem falado mais sobre a pressão imposta pelo estúdio durante a gravação do filme original. Um dos aspectos em que isso ocorreu, de acordo com Snyder, foi em relação ao humor, o qual ele foi pressionado a incluir apesar disso não se encaixar tão bem com sua visão para a produção.

O filme que chegou aos cinemas conta com diversas tentativas de humor, mas essa versão sofreu grandes alterações com a saída de Snyder do projeto, quando ele foi substituído por Joss Whedon.

Ao que parece, a adição dessas cenas não foi somente decisão de Whedon, uma vez que Snyder revelou que antes de deixar Liga da Justiça, o estúdio já estava fazendo pressão para mudar o tom do filme e deixá-lo mais leve e divertido (via CBR).

O diretor comentou a inclusão forçada de humor em uma entrevista à revista Total Film, explicando que, apesar disso, fazia o possível para manter o tom que desejava, e esperava dissuadir o estúdio e poder cortar as cenas em algum momento durante a pós-produção do filme.

“O plano original foi completamente distorcido durante a produção, mas sabe, eu ainda estava lá para lutar contra eles… Mesmo quando havia pressão sobre mim para tornar [o filme] mais engraçado e leve, eu persistia tanto quanto podia para manter o tom o quanto fosse possível,” disse. “Eu adicionei muitas coisas por eles, e eu sempre era cuidadoso para ter certeza de que cobria as coisas de ambos os lados, para que não afetasse o filme em relação à história. Era minha esperança que, na pós-produção, eu seria capaz de impor minha vontade sobre eles.”

Darkseid, Desaad e Vovó Bondade são alguns dos personagens que não estavam na versão de Liga da Justiça que chegou aos cinemas, mas aparecerão na versão de Snyder.

Snyder também foi questionado sobre como acha que sua versão difere da anterior, ao que respondeu:

“Eu acho que meu filme é uma oportunidade de se aprofundar muito mais nos personagens e batidas da história.”

É esperado que a versão do diretor seja consideravelmente diferente daquela que chegou aos cinemas, uma vez que Snyder não passou pelo mesmo tipo de pressão ao produzir o novo filme, e que muito de sua visão original foi modificada no Liga da Justiça que contou com direção de Whedon. O ator Ray Fisher, intérprete do Ciborgue, afirmou que apenas uma das cenas que havia gravado antes da produção mudar de direção foi mantida para os cinemas, por exemplo. Além disso, tanto os trailers quanto a fala de Snyder deixam claro que ele pretende que seu filme tenha um tom bem mais sério que o Liga da Justiça anterior.

Zack Snyder’s Justice League chegará ao HBO Max no dia 18 de março. No Brasil, onde o serviço de streaming não está disponível, o filme chegará por meio de locação nas plataformas Apple TV, Claro, Google Play, Looke, Microsoft, PlayStation, Sky, Uol Play, Vivo e WatchBr, ficando disponível até 7 de abril.

O que você espera da nova versão de Liga da Justiça? Não deixe de comentar!

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Graduanda em Letras na UFMG. || Mais obcecada pela lore de WoW do que é saudável. || @windrunning_