Homem-Aranha: Marvel foi forçada a mudar história do herói por causa de uma ameaça de bomba

Capa da Publicação

Homem-Aranha: Marvel foi forçada a mudar história do herói por causa de uma ameaça de bomba

Por Junno Sena

Nenhuma ideia nasce pronta e isso também vale para os heróis da Marvel. Nós já vimos personagens mudarem seus uniformes, poderes e até mesmo, personalidade. E no caso do Homem-Aranha, a editora se viu na necessidade de fazer uma mudança no segmento do quadrinho após receber uma ameaça de bomba (via CBR).

No início dos anos 80, a Marvel publicou três títulos do amigo da vizinhança, Amazing Spider-Man, Spectacular Spider Man e Marvel Team-Up. Mas, a linha Team-up, assim como nos dias atuais, não ganhou tanto espaço e, em 1985, o título foi cancelado e substituído por Web of Spider-Man.

A série passou por cinco escritores diferentes nas primeiras doze edições, tornando o quadrinho sem foco e também sem uma equipe criativa específica.

Mas, eventualmente, David Micheline, Marc Silvestri e Kyle Baker se tornaram o time criativo “regular” e o foco se tornou Peter Parker, o Clarim Diário e a Now Magazine, a nova revista do J. Jonah Jameson. Mas, assim como o início da revista foi conturbado, essa equipe criativa não durou muito.

Capa de Web of Spider-Man #16

Em Web of Spider-Man #19, Peter e a repórter Joy foram enviados para a Inglaterra para investigar os conflitos entre Irlanda, Reino Unido e o grupo “Troubles”. Assim que os dois chegam, eles encontram uma bomba no aeroporto. Peter fica devastado com o ocorrido e com a morte de uma jovem.

Essa mistura entre realidade e ficção acabou se tornando um problema. E na edição seguinte, Peter e Joy continuam a sua viagem pela Irlanda, mas acabam descobrindo que o ataque terrorista não foi planejado pelo Troubles, mas pela corporação Roxxon.

Mas por que a mudança? A Marvel recebeu uma ameaça de bomba devida a história envolvendo o Troubles. Em uma entrevistou Len Kaminski, que foi responsável pelas alterações de Web of Spider-Man #22, e explicou o que aconteceu:

“Eu não atendi a ligação, mas várias fontes alegaram que receberam ligações de manhã, dizendo que uma bomba foi plantada perto do prédio da Marvel e que isso foi causado pela história do Homem-Aranha ter mencionado Coisas que fazem Boom”.

Felizmente, nada além da ameaça aconteceu. Mas, depois disso, o editor Jim Owsley contratou Len Kaminski para reescrever a segunda metade e remover os elementos que faziam referência a Troubles ser a responsável pelo atentado.

Depois disso, Web of Spider-Man se tornou só mais uma quadrinho normal do Homem-Aranha. Curioso pensar no poder político que um quadrinho pode possuir a ponto de uma organização ameaçar o trabalho da Marvel.

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Junno Sena

Pós graduando em Antropologia com o raio problematizador ligado no 120. Assiste filme trash para relaxar e dorme cantarolando a trilha sonora de A Hora do Pesadelo. Blaxploitation na veia e cinema coreano no coração. Atualmente mora em Petrópolis, RJ.