Doutor Estranho 2: Benedict Cumberbatch fala sobre trabalhar com Sam Raimi na direção

Capa da Publicação

Doutor Estranho 2: Benedict Cumberbatch fala sobre trabalhar com Sam Raimi na direção

Por Gus Fiaux

No começo do ano que vem, temos um novo compromisso marcado com o Multiverso da Marvel – já que o Mestre das Artes Místicas ganhará seu segundo filme, encerrando esse “arco” compartilhado por WandaVision, Loki e Homem-Aranha: Sem Volta para Casa. Em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, o Mago Supremo retorna para lidar com uma ameaça de proporções magnânimas – e dessa vez, ele vai dividir suas aventuras com a Feiticeira Escarlate.

Originalmente, o filme seria dirigido por Scott Derrickson, que é o responsável pelo primeiro filme solo do herói. No entanto, o cineasta deixou o projeto após diferenças criativas com a Marvel Studios, e em seu lugar, assumiu Sam Raimi, que é bem conhecido por ter dirigido a primeira trilogia de live-actions do Homem-Aranha, bem como por ter feito a popular franquia de terror Uma Noite Alucinante.

Quanto a essa decisão de Scott Derrickson, o astro Benedict Cumberbatch disse que ficou triste, mas que respeita a decisão de todos os lados, durante uma entrevista ao The Hollywood Reporter:

“Eu fiquei bem triste ao descobrir, mas não era decisão minha. Eu completamente respeito a decisão da Marvel Studios, e tudo foi feito de uma maneira bem amigável. Os adultos me ligaram e me explicaram tudo. E foi isso.”

Porém, Cumberbatch também teceu vários elogios a Sam Raimi e sua participação na produção do filme.

Sai Scott Derrickson, entra Sam Raimi como diretor de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura.

O ator falou sobre como o cineasta tem vários traços marcantes em sua própria filmografia – que foram incorporados ao novo filme. Além disso, ele diz que o diretor está dando a oportunidade que ele e outros atores possam improvisar com mais liberdade, criando momentos interessantes que não necessariamente estão descritos no roteiro – e essa é uma das principais diferenças em relação ao primeiro filme:

“Ele era um cara seguro, que conhecia esse mundo. Ele tem certos traços do Raimi: O close-up com zoom extremo. A mistura não apenas de um nível de terror, mas também um nível de camp. É bem divertido, mas também há alguns momentos tensos. Com o primeiro filme, estávamos presos ao roteiro porque é uma história de origem. Mas havia muito mais liberdade nesse segundo. Eu acho que é porque nós (não literalmente) estamos fazendo conforme gravamos, mas às vezes parece isso. Marvel tem essa incrível habilidade na produção: ‘Nós temos que gravar agora. Não importa se o terceiro ato não é onde você quer estar’. Você às vezes vai só na fé.”

Com previsão de lançamento para o começo do ano que vem, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura promete levar os heróis em uma grande jornada pelo Multiverso. No filme, teremos a participação da Feiticeira Escarlate e a estreia de uma nova heroína no MCUAmerica Chavez. Além disso, já podemos contar com retornos esperados do primeiro filme, como WongMordo.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura está previsto para chegar aos cinemas em 25 de março de 2022.

Abaixo, veja os easter-eggs e as referências do quinto episódio de What If?, a série animada da Marvel Studios:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux