Capa da Publicação

Contrato de Walter Hamada, presidente da DC Films, é renovado

Por Melissa de Viveiros

Walter Hamada, presidente da DC Films desde 2018 e responsável pelos lançamentos da DC nos cinemas e no HBO Max, teve seu contrato renovado pela Warner, na última terça-feira, 5 de janeiro.

Recentemente, o nome de Hamada esteve nas notícias graças às críticas do ator Ray Fisher, o Ciborgue de Liga da Justiça. Apesar disso, Hamada continuará sendo o responsável pelos filmes da DC por mais alguns anos. 

De acordo com uma matéria da CBR, o chefe da Warner Bros., Toby Emmerich, elogiou Hamada em seu pronunciamento:

“Walter não somente é apaixonado por histórias e pelo cânone da DC, ele é um executivo cuidadoso e extremamente talentoso que está completamente comprometido com investir o tempo e o cuidado necessários para se fazer filmes nessa escala. Com Walter no comando dos nossos filmes da DC nos cinemas e no HBO Max, estamos empolgados para que ele e sua equipe tragam mais dessas histórias à vida, trabalhando com talentos novos e já estabelecidos para expandir o alcance e a diversidade do universo cinematográfico da DC.”

Atualmente, o contrato de Hamada o mantém no cargo de presidente da DC Films até 2023. Entretanto, a notícia não foi recebida positivamente por todos. Em seu Twitter, Ray Fisher criticou o pronunciamento da Warner, relacionando Walter Hamada às investigações sobre as filmagens de Liga da Justiça e colocando o presidente da DC films como parte do problema:

“É engraçado como esses anúncios reacionários da @wbpictures sempre esquecem de mencionar que Walter Hamada estava trabalhando diretamente com Geoff Johns e Toby Emmerich (em Shazam) DURANTE as refilmagens de Liga da Justiça…

Mais em breve.

A>E

#WalterSabia

Anteriormente, Fisher já havia declarado que não voltaria a trabalhar com Walter Hamada. Sempre muito vocal em relação às conturbadas gravações de Liga da Justiça, as denúncias do ator levaram à uma investigação sobre a conduta do diretor Joss Whedon e do produtor Geoff Johns, acusados de racismo, abuso de poder, e assédio moral durante as filmagens. Sobre Hamada, Fisher havia o acusado de prejudicar as investigações, dizendo que o presidente da DC “é o tipo mais perigoso de facilitador”.

Assim como em seus tuítes anteriores sobre o assunto, Fisher terminou escrevendo “A>E”, referência à frase “Accountability over Entertainment” (Responsabilidade acima de Entretenimento, em tradução livre). O posicionamento do ator deixa claro seu comprometimento com essa ideia, além de demonstrar mais uma vez que ele pretende enfrentar a Warner Bros. por quanto tempo necessário até que Hamada, Whedon e Johns sejam responsabilizados.

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Graduanda em Letras na UFMG. || Mais obcecada pela lore de WoW do que é saudável. || @windrunning_