Capa da Publicação

Anthony Hopkins homenageia Chadwick Boseman em discurso após vitória no Oscar

Por Leo Gravena

Em um vídeo postado nessa segunda-feira de manhã, Anthony Hopkins – que não compareceu à cerimônia do Oscar 2021 – fez seu discurso, reconhecendo Chadwick Boseman, que era o favorito para o prêmio, e agradecendo pela estatueta de Melhor Ator por Meu Pai. Segundo o agente de Hopkinks, o ator estava dormindo quando foi anunciado como vencedor da categoria, já que eram 4 horas da manhã no Pais de Gales.

No vídeo, ele admite: “Com 83 anos de idade, eu não esperava receber esse prêmio. Eu realmente não esperava. Sou muito grato à Academia, e obrigado”.

O ator também fez um reconhecimento especial para o falecido Chadwick Boseman, que muitos acreditavam que seria o grande vencedor da categoria por sua atuação em A Voz Suprema do Blues. 

“Eu quero prestar uma homenagem para Chadwick Boseman, que foi tirado de nós cedo demais. Eu realmente não esperava isso. Então eu me sinto muito privilegiado e honrado. Obrigado”. 

Essa ocasião marca a segunda vez que Hopkins ganha um Oscar de Melhor Ator, a outra foi por O Silêncio dos Inocentes, que marcou ele no papel do Dr. Hannibal Lecter.

Este ano, na categoria de Melhor Ator, estavam indicados Riz Ahmed, por O Som do Silêncio; Anthony Hopkins, por Meu Pai; Gary Oldman, por Mank; Steven Yeun, por Minari;Chadwick Boseman, por A Voz Suprema do Blues.

Apesar de muitos esperarem uma premiação póstuma de Chadwick, que faleceu logo antes da estreia de seu último papel — o controverso compositor Levee Green de A Voz Suprema do Blues — a vitória de Anthony Hopkins foi bastante merecida. Em Meu Pai, ele interpretou o difícil papel de Anthony, um senhor que sofria de Alzheimer.

Olivia Colman e Anthony Hopkins em cena de Meu Pai.

Confira também os melhores momentos do Oscar de 2020:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor-Chefe | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."