Anthony Hopkins homenageia Chadwick Boseman em discurso após vitória no Oscar

Capa da Publicação

Anthony Hopkins homenageia Chadwick Boseman em discurso após vitória no Oscar

Por Leo Gravena

Em um vídeo postado nessa segunda-feira de manhã, Anthony Hopkins – que não compareceu à cerimônia do Oscar 2021 – fez seu discurso, reconhecendo Chadwick Boseman, que era o favorito para o prêmio, e agradecendo pela estatueta de Melhor Ator por Meu Pai. Segundo o agente de Hopkinks, o ator estava dormindo quando foi anunciado como vencedor da categoria, já que eram 4 horas da manhã no Pais de Gales.

No vídeo, ele admite: “Com 83 anos de idade, eu não esperava receber esse prêmio. Eu realmente não esperava. Sou muito grato à Academia, e obrigado”.

O ator também fez um reconhecimento especial para o falecido Chadwick Boseman, que muitos acreditavam que seria o grande vencedor da categoria por sua atuação em A Voz Suprema do Blues. 

“Eu quero prestar uma homenagem para Chadwick Boseman, que foi tirado de nós cedo demais. Eu realmente não esperava isso. Então eu me sinto muito privilegiado e honrado. Obrigado”. 

Essa ocasião marca a segunda vez que Hopkins ganha um Oscar de Melhor Ator, a outra foi por O Silêncio dos Inocentes, que marcou ele no papel do Dr. Hannibal Lecter.

Este ano, na categoria de Melhor Ator, estavam indicados Riz Ahmed, por O Som do Silêncio; Anthony Hopkins, por Meu Pai; Gary Oldman, por Mank; Steven Yeun, por Minari;Chadwick Boseman, por A Voz Suprema do Blues.

Apesar de muitos esperarem uma premiação póstuma de Chadwick, que faleceu logo antes da estreia de seu último papel — o controverso compositor Levee Green de A Voz Suprema do Blues — a vitória de Anthony Hopkins foi bastante merecida. Em Meu Pai, ele interpretou o difícil papel de Anthony, um senhor que sofria de Alzheimer.

Olivia Colman e Anthony Hopkins em cena de Meu Pai.

Confira também os melhores momentos do Oscar de 2020:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."