Capa da Publicação

X-Men deixa de existir nas HQs, entenda

Por Gabriel Mattos

Muita coisa tem mudado para os mutantes desde que eles reuniram como uma nação em Krakoa. Uma das mudanças mais significativas passou despercebida pelos leitores até ter sido revelada na mais recente edição de X of Swords (Dez de Espadas, em tradução livre). Não existe mais um grupo chamado X-men!

Desde o momento de sua formação, Krakoa é uma nação que aceita todo e qualquer mutante, o que inclui também antigos inimigos dos X-men. Alguns deles, como Magneto e Sr. Sinistro, se tornaram inclusive membros importante do Conselho Silencioso, grupo que toma as decisões mais importantes da ilha.

Por essa razão, o momento que Krakoa nasceu como uma nação foi o momento que os X-men morreram como uma equipe.

A decisão foi revelada em X-men #15 (via ComicBook Report), onde descobrimos que as única forças tarefas aprovadas pelo Conselho são a X-Force, a X-Factor Investigações e o programa do Sr. Sinistro, os Satânicos.

Por outro lado, se dissolver os X-men foi a vontade do conselho, nem todos heróis estão felizes com a decisão. Ciclope, ao receber um chamado de socorro de seu filho Cable, invade a câmara do conselho para falar umas verdades.

“Vocês podem ter formado esse conselho para ser os governantes de Krakoa… Mas os X-men são seus heróis.”

Concorda com a declaração de Ciclope? Acha que existe espaço para os X-Men em Krakoa? Diga sua opinião nos comentários.

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Redator que joga mais Switch do que deveria e já leu todo o novo cânone de Star Wars, até os livros ruins. • @gabeverse