Capa da Publicação

Spike Lee se desculpa por ter defendido Woody Allen

Por Lucas Rafael

O diretor Spike Lee (Faça a Coisa Certa, Infiltrado na Klan) lançou seu novo filme, Destacamento Blood, na Netflix recentemente. Em uma entrevista na rádio para promover o longa, Lee se mostrou solidário ao caso do diretor Woody Allen (acusado de ter abusado da própria filha). Agora, ele se retratou no Twitter sobre a defesa que fez do cineasta polêmico.

Segundo Spike, ele estava errado ao tentar justificar as atitudes predatórias de Allen:

“Eu peço sinceras desculpas. Minhas palavras foram ERRADAS. Eu não tolero e nem vou tolerar abuso sexual, ataques ou violência. Tal tratamento causa danos reais que não podem ser minimizados.”

Durante a entrevista na rádio WOR, de Nova Iorque, Lee demonstrou certo desconforto com o tratamento midiático que Allen recebeu, o que gerou certa polêmica e fez com que ele se retratasse:

“Gostaria só de dizer que Woody Allen é um grande, grande cineasta e essa coisa de cancelamento não é só com ele. E quando olharmos para trás veremos que, não sei se você pode apagar alguém como se nunca tivesse existido.”

E aí, o que achou dos comentários de Lee? Comente!

Confira também:

Via: Variety

Imagem de perfil
sobre o autor Lucas Rafael

Entusiasta de coisas demais