Capa da Publicação

Produtora de The Witcher fala sobre desafios da adaptação

Por Raphael Martins

A adaptação de The Witcher produzida pela Netflix anda agradando bastante e o público, tendo uma média de 93% no site Rotten Tomatoes. Mas como nada é perfeito, críticas também apareceram no meio do caminho.

Alguns fãs dos livros de Andrzej Sapkowski reclamaram da maneira como as histórias de Geralt, Ciri e Yennefer foi mostrada, em linhas do tempo diferentes, e  também criticaram as mudanças feitas em alguns elementos dos livros O Último Desejo e A Espada do Destino, que foram retratados ligeiramente diferentes.

A showrunner da série, Lauren S. Hissrich respondeu a um desses fãs, justificando a decisão da produção de seguir por esse caminho:

“Eu entendo você. E nós debatemos intensamente sobre isso. Aqui está nossa conclusão: para adaptar histórias curtas que eram importantes para a construção do mundo, e então para adaptar sequencialmente os vários encontrou de Geralt e Ciri em A Espada do Destino, significaria que nós não iríamos apresentar Ciri até (pelo menos) a segunda temporada. O que faz sentido, se você é um fã dos livros originais. Foi assim que foi feito e é maravilhoso. Mas para propósitos de adaptação para a televisão: se os espectadores estão investindo somente em Geralt na primeira temporada, e então são apresentados a Yennefer e várias temporadas depois à Ciri, é potencialmente confuso dizer: esqueça as lutas contra os monstros. Pegue os últimos dois ou três anos do que você estava assistindo e jogue fora. Porque a garotinha que você acabou de conhecer? ELA é a chave para este universo inteiro e o centro de quase todas as histórias que virão.

 

Nós perdemos alguns momentos mágicos, por isso eu estou tão empolgada que as pessoas estão indo atrás dos livros, para apreciar as histórias de Sapkowski em todos os seus gloriosos detalhes. Eu também sei que nós aprontamos a mesa de xadrez da melhor maneira possível para que as futuras histórias se desenvolvam e mantenham o público da TV engajado. Como roteiristas, nós entendemos que – mesmo tendo fundamento – os fãs podem não concordar com as mudanças que fazemos. E está tudo bem! Tivemos que fazer escolhas difíceis e não acertamos todas as vezes. Mas é importante para mim que os fãs saibam que essas escolhas não foram feitas levianamente. Nem uma vez.”

Vale lembrar que a segunda temporada de The Witcher já foi confirmada pela Netflix e que a produção da série já tem tudo planejado até pelo menos o sétimo ano da série.

Veja também:

Arte de The Witcher traz monstro que foi cortado da série

Produtora de The Witcher fala sobre sequência de transformação de Yennefer

Freya Allan, a Ciri de The Witcher, fala sobre comparações com Arya Stark

Veja imagens da série na nossa galeria:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael