Capa da Publicação

Produtor de Resgate, da Netflix, é preso por agressão sexual

Por Leo Gravena

O produtor David Guillod, de Resgate e Atômica foi preso após ser acusado de agressão sexual. Guillod já estava solto sob fiança após ter sido processado por outro crime de agressão sexual. De acordo com o Deadline, a polícia de Los Angeles também fez uma busca no apartamento do produtor.

Em 21 de outubro, uma vítima denunciou a agressão sexual de Guillod para a polícia de Los Angeles, que ocorreu durante uma reunião à tarde. Os detetives anunciaram após a prisão do produtor que eles estão interessados em falar com mais vítimas em potencial, porém, ninguém se prontificou. Guillod está, atualmente, sendo detido com uma fiança de $5 milhões.

No começo desse ano, Guillod se entregou para a Polícia de Santa Barbara após ter sido acusado de estupro, sequestro com intuito de cometer estupro e estupro de uma vítima drogada, tudo isso ligado a quatro ataques diferentes, que ocorreram entre 2012 e 2015.

Guillod fez parte de uma agencia de talentos até 2017, quando acabou saindo da empresa após ter sido acusado pela atriz Jessica Barth de tê-la drogado e abusado em 2012, sendo este um dos quatro outros crimes pelo qual ele é acusado em Santa Barbara.

Além de Resgate Atômica, David Guillod também foi produtor das séries The Hundred Code e Loudermilk, e dos filmes Bent (2018) e Hóspede Indesejado (2019).

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor-Chefe | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."