Filha de Stan Lee perde processo contra empresa do autor

Capa da Publicação

Filha de Stan Lee perde processo contra empresa do autor

Por Matheus Takahashi

A morte de Stan Lee, além de ter impactado o mundo do entretenimento, também criou um conflito entre sua filha, J.C. Lee, e a empresa criada por Stan, a POW! Entertainment, sobre quem deveria deter os direitos de imagens do roteirista, bem como suas propriedades intelectuais. O conflito jurídico ganhou um novo – e possível final – episódio após a justiça descartar o processo de J.C. contra a antiga empresa de seu pai.

Saiba mais sobre a Marvel:

Joe Sinnott, artista da Marvel, morre aos 93 anos

Arte oficial da Marvel mostra as heroínas dos filmes reunidas, veja

Diretores de Bad Boys Para Sempre confirmam reuniões com Marvel e DC

De acordo com a decisão do juiz Otis Wright II, do Distrito Central da Califórnia (via Comic Book), J.C. Lee estaria clamando pelos direitos relacionados ao seu falecido pai por “motivos impróprios” e “frívolos”. A defesa de Lee justificou a ação contra a POW! ao afirmar que Stan Lee havia assinado um contrato vitalício de seus direitos com a antiga Stan Lee Media, que deixou de existir em 2006.

A Corte sancionou J.C. sob o valor de US$ 1 milhão, além de também sancionar seus advogados com um valor de US$ 250 mil. Em nota, a POW! Entertainment declarou que a decisão é uma “vindicação”, enquanto os advogados da filha de Stan Lee demonstraram-se chateados e furiosos por não poderem apresentar o caso.

A ordem escrita pelo Juiz Wright afirma que a corte deseja que as partes respeitem o legado deixado por Stan Lee, afirmando que ele “era um super-herói por direito próprio, inspirando os heróis do dia-a-dia”. Ele também diz que ambas as partes devem “deixar de se envolver em litígios sem méritos”.

Os últimos anos de vida de Stan Lee foram bastante agitados no sentido burocrático e até mesmo policial, por conta das questões de direitos de imagem e propriedade intelectual, além de haverem acusações de que ele teria sofrido abusos em sua velhice. Certamente, Lee esteve rodeado de pessoas que tiveram mais interesse no seu capital do que em sua própria pessoa, levantando sérias suspeitas sobre a índole de quem clama pelos seus direitos, desrespeitando o enorme legado que Stan Lee deixou para a cultura pop mundial.

Veja a seguir:

Imagem de perfil
sobre o autor Matheus Takahashi

Geógrafo. Amante da cultura geek/nerd, mas ama mesmo super-heróis, jogos de luta e futebol. Conversa fácil sobre (quase) qualquer coisa

IG: t1takahashi TT: takamatheus