Capa da Publicação

Warner ofereceu grande filme para diretora de Mulher-Maravilha, mas ela recusou

Por Gus Fiaux

Universo Estendido da DC Comics está dando várias voltas e trazendo surpresas inesperadas para os fãs. Se, por um lado, a franquia começou a lançar filmes elogiados e “pequenos” como Shazam!Aves de Rapina, agora veremos o retorno de Zack Snyder com o Snyder Cut de Liga da Justiça. Porém, quem continua seguindo a onda é Patty Jenkins, que vai retornar para dirigir Mulher-Maravilha 1984. Contudo, a cineasta quase foi responsável por dirigir um filme da Liga da Justiça!

Abaixo, veja mais notícias do Universo Estendido da DC:

Zack Snyder dá pista sobre versões de Darkseid que veremos no Snyder Cut

Novas imagens de Mulher-Maravilha 1984 mostram Diana e Steve Trevor

Henry Cavill indica retorno como Superman em nova foto

Em uma entrevista à revista francesa Premiere, a diretora Patty Jenkins falou um pouco a respeito da experiência de trabalhar em uma grande franquia de quadrinhos. Ela disse que as coisas podem perder o controle, já que os “donos da franquia” sempre querem ter o controle total. Felizmente, ela sente que sempre teve a chance de seguir sua própria visão nos seus filmes:

“Eu realmente gosto das pessoas que trabalham aqui, mas elas querem controle total de seus filmes. O diretor está sob controle. Sim, isso pode acontecer. Além disso, é bem nítido quando um diretor não pode impor sua própria visão. Quando é esse o caso, eu tenho a impressão de que essas pessoas estão fazendo um trabalho diferente de mim. Mas com ‘Mulher-Maravilha 1984’, eu acho que fiz exatamente o que eu queria. E então, tudo que um filme de super-herói precisa ter veio naturalmente para mim: adoro gravar grandes cenas de ação em grandes cenários. Eu realmente adoro.”

E foi aí que Jenkins revelou que já chegou a ser convidada para dirigir um filme da Liga da Justiça. Ela começou falando que sempre tenta “capturar o espírito” dos filmes que via quando era criança em seus próprios projetos, mas que não se importa com a noção de universos compartilhados. Ela recusou a proposta da Warner justamente por achar que havia personagens demais para trabalhar:

“Eu amo quadrinhos, mas eu conheci os super-heróis através dos filmes. Há em mim esse desejo de emular os filmes que eu via quando era criança. Um certo espírito reinava nisso. Algo é relevante quando eu gravo? Eu não sei. O ponto é: diferente de outros diretores, eu não me importo muito com universos compartilhados, continuidade e todos esses níveis de detalhes. Já entraram em contato comigo para fazer um filme da Liga da Justiça no passado, mas isso não se conecta comigo. São personagens demais.”

É impossível saber de qual projeto a diretora estava falando. Muitos apostam que tratava-se de Liga da Justiça: Parte 2, a continuação do filme de Zack Snyder que havia sido planejada para chegar aos cinemas em 2019, e que daria continuidade à trama da equipe contra o vilão Darkseid. Porém, a cineasta não chegou a confirmar ou negar essa teoria.

Abaixo, veja 10 coisas que você precisa saber sobre Mulher-Maravilha 1984:

Mulher-Maravilha 1984 está previsto para agosto de 2020.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux