Capa da Publicação

Mulher-Maravilha: Patty Jenkins conta que Warner alterou terceiro ato do filme

Por Gabriel Mattos

Mulher-Maravilha 1984 surpreendeu ao se mostrar um filme bem mais coeso que o primeiro, mas isso tem uma explicação. Segundo Patty Jenkins (via Heroic Hollywood), que dirigiu ambos os filmes, a Warner alterou todo o terceiro ato de Mulher-Maravilha, lançado em 2017.

É quase unanimidade que apesar do primeiro filme ser muito querido, a batalha final contra Ares carregada de computação gráfica parece bastante deslocada. Não faz muito sentido com o resto do filme. Quase parece ter sido pensada por outra pessoa…

E meio que foi, na verdade. Em entrevista ao IGN estadunidense, a diretora desabafou confirmando que precisou mudar completamente o terceiro ato do filme para incluir mais ação e espetáculo a pedido da Warner.

“O final original era menor, mas o estúdio me fez mudar de última hora. E então, é sempre meio chato que essa é a única coisa que as pessoas costumam reclamar, porque eu concordo e eu falei para o estúdio que a gente não tinha tempo para fazer isso, mas deu no que deu. No final eu amei o resultado, mas não é como eu queria concluir o filme.”

Patty Jenkins comandou os dois filmes da ‘Mulher-Maravilha’

O contraste fica ainda maior quando comparamos com o novo Mulher-Maravilha 1984. Com maior autonomia criativa, Jenkins conseguiu refinar o ritmo do filme para uma experiência mais suave e mais elegante, algo que ela queria incluir desde o primeiro filme.

Resta esperar para ver como essa assinatura da diretora irá influenciar seus projetos futuros, como o filme Star Wars: Rogue Squadron.

Mulher-Maravilha 1984 está em cartaz nos cinemas de todo Brasil.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Redator que joga mais Switch do que deveria e já leu todo o novo cânone de Star Wars, até os livros ruins. • @gabeverse