Capa da Publicação

Liga da Justiça: Ray Fisher diz que Warner enganou o elenco sobre escolha de Joss Whedon

Por Raphael Martins

A batalha judicial entre o ator Ray Fisher, o diretor Joss Whedon e a Warner Bros. continua. Desta vez, o Fisher acusa o estúdio de mentir sobre a notícia de que Zack Snyder teria escolhido Whedon para terminar Liga da Justiça após seu afastamento, algo que, de acordo com ele, nunca aconteceu.

Em uma entrevista à revista Forbes, Fisher diz com todas as letras que ele e o resto do elenco foi enganado pela Warner, só descobrindo a farsa após as regravações do filme:

“Por um lado, o elenco e a equipe de produção foram avisados de que Zack havia escolhido à dedo Josh para terminar o filme para ele. Eu não descobri até depois das regravações que aquilo era uma completa mentira. Eu ouvi murmuros e sussurros sobre as coisas estarem estranhas por trás das câmeras, mas nada de concreto até muito depois. Eles nos fizeram ir até a San Diego Comic-Con em 2017 e dizer que Zack havia escolhido Joss e que Joss era um grande cara. Eu ainda tenho o e-mail com aqueles tópicos de assunto.”

Joss Whedon é acusado por Ray Fisher de comportamento abusivo no set e de criar um ambiente de trabalho tóxico, algo que teria sido endossado pela Warner e pelo chefe da divisão de cinema da DC na época, Geoff Johns. Outros membros do elenco, como Jason Momoa, se declararam publicamente a favor de Fisher, e pediram para que a Warner leve as investigações contra o estúdio à sério.

Confira tudo sobre o último trailer lançado do Snyder Cut de Liga da Justiça aqui embaixo:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael