Capa da Publicação

Liga da Justiça: Alan Tudyk e outros atores reagem às acusações contra Joss Whedon

Por Gus Fiaux

Nesta quarta-feira, muitos ficaram curiosos ao ver que Ray Fisher, o ator que viveu o Ciborgue em Liga da Justiça, teria feito várias críticas e acusações a Joss Whedon e à equipe da Warner Bros., acusando o diretor de ser abusivo e anti-profissional no set de filmagens. Agora, muitos atores que já trabalharam com Joss ou que se envolveram em Liga da Justiça, comentaram sobre o ocorrido.

Abaixo, veja mais notícias envolvendo Liga da Justiça:

Liga da Justiça: Ray Fisher, o Ciborgue, crítica Joss Whedon

Liga da Justiça: Fã traduz inscrições misteriosas do teaser do Snyder Cut

Liga da Justiça: Darkseid aparece em primeiro teaser do Snyder Cut

Alan Tudyk, ator que já trabalhou com Whedon em diversos projetos (dentre os quais, Firefly, Dollhouse e Serenity), usou seu Twitter para defender o cineasta. Ele disse: “Eu não estava lá, mas conheço Joss há 17 anos e honestamente não consigo nem imaginar isso – e olha que eu tenho uma imaginação muito boa”:

A dublê Caitlin Burles, que fazia as cenas de ação da Mulher-Maravilha, deixou um comentário apoiando as críticas de Ray Fisher. É importante lembrar que essa foi a dublê que acabou atuando na cena em que o Flash cai em cima da Mulher-Maravilha. Um fã comentou, dizendo: “Eu acho que ela não gostou de Joss colocando um homem em cima dela também”, ao repostar a imagem a seguir:

No VERO, a rede social onde o movimento #ReleaseTheSnyderCut ganhou força, o fotógrafo Clay Enos e o próprio Zack Snyder curtiram o vídeo postado por Ray Fisher, e embora não tenham deixado comentários, acabaram deixando a entender um possível desentendimento com Whedon:

Quem também se manifestou a favor de Ray Fisher foi o dublê Richard Cetrone, que é conhecido por fazer as cenas de ação do Batman de Ben Affleck. No post original de Fisher, o dublê chegou a comentar: “Parabéns, Ray”, também dando a entender que teve problemas com Joss Whedon.

ATUALIZAÇÃO: Quem também comentou sobre o ocorrido foi o próprio Jon Berg, um dos produtores da Warner Bros. que havia sido citado por Ray Fisher em seu post mais recente. Em entrevista com a VarietyBerg disse que os comentários de Fisher são “mentiras categóricas”.

Ele também expôs que o ator ficou irritado por ter que falar uma das frases clássicas do Ciborgue durante as gravações: “Eu lembro que ele [Fisher] ficou bravo porque queríamos que ele falasse ‘Booyah!’, que é uma frase bem conhecida do Ciborgue na série animada.”

Até o momento, Whedon ainda não comentou a respeito dessas acusações. A Variety até tentou entrar em contato com o diretor, mas os representantes de Joss se recusaram a comentar a respeito da situação até o momento. Ainda não sabemos se o diretor vai vir a público para se defender ou pedir desculpas.

Abaixo, veja 10 coisas que provavelmente veremos no Snyder Cut de Liga da Justiça:

Liga da Justiça está disponível em DVD, Blu-Ray e mídias digitais. O Snyder Cut do filme deve chegar ao HBO Max em 2021.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux