Capa da Publicação

Joss Whedon e Geoff Johns são investigados após acusações de Ray Fisher

Por Raphael Martins

Já faz algum tempo que Ray Fisher, mais conhecido por interpretar o herói Ciborgue em Liga da Justiça, vem fazendo acusações contra o diretor Joss Whedon, que assumiu o filme após o afastamento de Zack Snyder. O ator acusa Whedon de “abuso e comportamento tóxico” no set do filme, o que teria tornado o ambiente de trabalho insuportável.

Mas Whedon não é o único alvo das críticas. Fisher também acusa Geoff Johns, ex-chefe criativo da DC Comics, e Jon Berg, ex-executivo de cinema da DC Films de “ameaçarem sua carreira” após o início de seu processo contra o diretor. Agora, a história ganha mais um capítulo com Johns e Whedon sendo investigados.

Veja também:

The Flash: Ray Fisher fala sobre participação do Ciborgue no filme

Ray Fisher declara apoio a Joivan Wade, o Ciborgue de Patrulha do Destino

Ray Fisher, o Ciborgue, faz agradecimento emocionado aos fãs pelo Snydercut

Em seu Twitter, Ray Fisher diz que WarnerMedia, conglomerado dono da Warner Bros. e da DC, começou uma investigação formal contra os acusados. Na rede social, o ator escreveu:

“Após cinco semanas de entrevistas com vários membros do elenco e da produção, a WarnerMediaa começou uma investigação independente para ir até o âmago do ambiente de trabalho tóxico e abusivo criado durante as refilmagens de Liga da Justiça. Eu acredito que essa investigação mostrará que Geoff Johns, Joss Whedon, Jon Berg e outros abusaram grosseiramente de seu poder durante a incerteza da fusão entre a AT&T e a Time Warner”

Em paralelo a todo o processo, os fãs esperam pela versão de Zack Snyder de Liga da Justiça, que chegará futuramente à plataforma HBO Max e cujo novo trailer deve ser mostrado durante o evento virtual DC Fandome, no próximo dia 22 de agosto.

Não deixe de conferir:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael