Capa da Publicação

Johnny Depp tem novo problema com a justiça

Por Gus Fiaux

Os vários processos que envolvem Johnny Depp Amber Heard estão finalmente tomando forma para o julgamento, que vai acontecer no dia 7 de julho. Recentemente, a equipe de defesa de Amber Heard deixou o caso, mas agora é Depp que acaba de sofrer um revés judicial devido ao uso de drogas.

Depp havia processado o tabloide britânico The Sun e sua ex-esposa Amber Heard por difamação, após o processo que a atriz moveu contra o ator, pedindo restrição judicial e alegando que o astro de franquias como Piratas do Caribe Animais Fantásticos havia a agredido durante os anos de seu relacionamento.

Depp está tentando se defender das acusações e estava atacando o The Sun, que havia o chamado de “espancador de esposas” em uma de suas publicações. A equipe legal do The Sun pediu para o juiz encarregada do caso, Andrew Nicol Monday, que o processo de difamação fosse retirado, já que Depp não havia entregado as provas envolvendo seu uso de drogas.

As provas em questão se referem a várias mensagens de texto trocadas entre Depp e seu assistente, Nathan Holmes, enviadas entre fevereiro de março de 2015, quando Johnny e Amber estavam passando uma temporada na Austrália. No primeiro processo movido por Heard, havia menções a esse período como uma fase de “três dias de agressões físicas”.

O advogado de Depp, David Sherbone, havia pedido para que essas provas fossem desconsideradas, já que elas não tinham relação direta com as acusações de agressão física. Contudo, o juiz Andrew Nicol Monday recusou o pedido, considerando que essas provas “são adversas ao caso da acusação e favoráveis ao caso da defesa.”

Durante o período mencionado, Depp estava supostamente usando MDMA (ecstasy) e bebendo muito. De acordo com Amber Heard, o uso descontrolado de álcool e drogas foi um dos motivos que o levou a agredi-la fisicamente.

O julgamento agora começa no dia 7 de julho e vai trazer várias testemunhas e novas provas para o caso. A equipe legal do The Sun já anunciou que deve apresentar treze casos de agressão contra o ator, que datam de 2013 a maio de 2016. As notícias foram dadas pela Variety.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux