Capa da Publicação

James Gunn confirma fato curioso sobre caracterização de Drax

Por Evandro Lira

O diretor James Gunn confirmou, através das redes sociais, um rumor envolvendo a caracterização de Drax, personagem de Dave Bautista nos filmes da Marvel. Segundo ele, no segundo Guardiões da Galáxia, Bautista passou cerca de três horas e meia a menos na sala de maquiagem se comparado ao primeiro filme.

Veja mais sobre James Gunn e os Guardiões da Galáxia:

Guardiões da Galáxia Vol. 2: James Gunn revela inspiração para a cena de Stan Lee

James Gunn confirma teoria adorável sobre o Bebê Groot

Guardiões da Galáxia: James Gunn revela frase cortada que queria reinserir no filme

Durante a semana passada, uma curiosidade sobre Guardiões da Galáxia foi amplamente compartilhada entre os fãs. Ela relatava que Dave Bautista chegava a passar cinco horas na sala de maquiagem para chegar a forma final de Drax, e que no filme seguinte, o tempo foi diminuído para uma hora e meia.

O próprio James Gunn fez questão de compartilhar o fato impressionante no seu Instagram Story. E ao receber uma enxurrada de perguntas sobre o processo, o cineasta decidiu explicar melhor.

“Publiquei essa curiosidade nos meus Stories e recebi centenas de pessoas perguntando ‘como?’ […] A empresa que fez o trabalho no segundo volume, Legacy, criou uma espécie de “camisa” do Drax para seus braços e parte superior do corpo. Além de ser mais rápido, era muito melhor – embora o design estético do primeiro filme tenha sido incrível, as peças separadas inchariam com o suor de Dave e começariam a enrugar […] isso exigiu muita ajuda e limpeza do pessoal da pós-produção, algo que não foi preciso no Vol 2. No segundo filme, a camisa é tão incrivelmente fina e bem ajustada que, na verdade, vemos muito mais do corpo e dos músculos de Dave.”

Além disso, o diretor acrescentou informações sobre outro rumor envolvendo Drax. De acordo com ele, uma cena cortada do primeiro filme mostrava que as tatuagens do personagem de Bautista são homenagens à sua família e não um ode à seus feitos.

“Outro fato divertido: uma cena legal que eu cortei no primeiro filme mostra que as tatuagens de Drax não são sobre suas conquistas, mas sobre as memórias que ele tem com sua família: sua mãe e pai na infância, seu casamento com a esposa, o nascimendo da sua filha. Essas coisas estão todas no design específico das tatuagens…”, concluiu Gunn.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Bacharel em Cinema e Audiovisual, potterhead das antiga, filho dos filhos do átomo, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira