Capa da Publicação

Boruto: Vilão assume o controle do corpo do herói no mangá

Por Márcio Jangarélli

O mangá de Boruto está em um momento crítico! Enfrentando o líder da Kara, Isshiki, nosso querido Narutinho está colocando a própria vida em jogo para livrar o mundo ninja dessa ameaça Ootsutsuki. Mas talvez seja o Borutinho – ou melhor, aquele que está dentro do Borutinho – quem vai salvar o dia.

No capítulo 56 do mangá, a história terminou em uma situação desesperadora para o Naruto. Mesmo usando uma nova forma do seu controle da Kyuubi, nosso ninja favorito não conseguiu derrotar o Isshiki e esse parecia ser o fim do Nanadaime. No entanto, um cliffhanger envolvendo o Boruto foi o que chamou mais a atenção ali – e talvez seja isso o que vai virar o jogo (via CB).

Antes do capítulo acabar, o Boruto acorda, depois de ter sido nocauteado, mas não é o jovem ninja no controle do próprio corpo. Aparentemente, depois de muita especulação e ansiedade dos fãs, Momoshiki Ootsutsuki tomou conta de seu hospedeiro.

Momoshiki, Ootsutuski assim como o Isshiki, plantou o selo do Karma no Boruto durante os eventos catastróficos do Exame Chunin. O Karma é uma técnica de backup genético desse clã e, com o tempo, vai tomando conta do hospedeiro e o transformando naquele que realizou a técnica, o “ressuscitando”.

No caso, o Kawaki estava sendo preparado para receber o Karma do Isshiki e servir como seu novo corpo. Os ninjas ainda não descobriram como se livrar dessa técnica e há algum tempo as teorias de que o Momoshiki tomaria o controle do Boruto estavam crescendo.

Tudo indica que é exatamente isso o que aconteceu e talvez vejamos uma luta entre o Boruto possuído e o Isshiki agora. Momoshiki pode ter se apressado em seu plano visto que, se perderem a batalha ali, seu hospedeiro morre e lá se vai chance de voltar à vida.

E aí, o que você achou dessa reviravolta em Boruto? Não esqueça de comentar!

Veja agora nossa lista sobre a Kara:

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.