Capa da Publicação

Atriz de Batman vs Superman fala sobre o trabalho de Zack Snyder no filme

Por Raphael Martins

Batman vs Superman: A Origem da Justiça é um filme discutido entre fãs da DC até hoje. Há quem ame e quem odeie este trabalho de Zack Snyder, mas ninguém pode refutar o fato de que ele foi um capítulo importante da história da editora nos cinemas.

Veja também:

Zack Snyder anuncia versão 4K de 300 com pôster sensacional

Liga da Justiça: Zack Snyder posta foto trabalhando no seu corte do filme

Liga da Justiça: Zack Snyder revela novo design do Lobo da Estepe para o SnyderCut

Entre os admiradores de Snyder está a atriz Wunmi Mosaku (The End of the F***ing World, Lovecraft Country), que fez o papel de Kahina Ziri, a mulher que é coagida a testemunhar contra o Superman no filme. Em uma entrevista ao site Collider, ela falou sobre sua experiência com o diretor.

Wunmi Mosaku em Batman vs Superman: A Origem da Justiça

Nas palavras dela, Snyder soube equilibrar o escopo do filme com a criação de sua personagem:

“Na verdade, eu não estava ciente das coisas ao meu redor, mas agora que penso nisso, é interessante, porque ele é muito pessoal. Eu não fiquei no set por muito tempo, mas tivemos algumas conversas realmente boas. Ele é uma boa pessoa, me deu bons conselhos. Mas eu tealmente senti que era mais sobre a minha personagem. Não senti todo o escopo do filme e acho que isso me ajudou com meu nervosismo, porque ele me dava notas de atuação. Ele não dizia ‘Isso tem que ser assim, lembre-se disso, você precisa combinar sua atuação’ ou algo assim. Eu não senti isso nenhuma vez. E isso realmente dá crédito à ele, porque às vezes você tem diretores que fazem você se adequar ao que eles tem em mente e só se importam com a tomada.”

Também segundo ela, Zack Snyder se preocupou em dar alguma profundidade à sua personagem, apesar de ser um papel bem pequeno:

“Ele nos deu tempo! Havia uma cena com Holly Hunter e tivemos tempo para fazê-la funcionar. Eu realmente pensei que seria talvez uma hora de gravação, e nós realmente combinamos as idas e vindas da personagem e onde ela estava antes, para onde estava indo. Antes mesmo de terminarmos a cena, estávamos nela por uma hora e meia, duas horas. Tudo era sobre aquela tomada, mas não senti aquilo vindo dele. Me senti guiada através dela.”

Os fãs do trabalho de Snyder esperam ansiosamente o lançamento de sua versão de Liga da Justiça, que sairá no ano que vem de forma exclusiva para a plataforma HBO Max.

Fique com nossa lista sobre o filme:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael