Capa da Publicação

Watchmen – Produtor da série fala sobre cena polêmica da Espectral no terceiro episódio!

Por Raphael Martins

Atenção: Alerta de Spoilers!

O terceiro episódio de Watchmen, “She Was Killed By Space Junk” (“Ela foi morta por lixo espacial”, em português), trouxe de volta uma personagem muito conhecida dos fãs da Graphic Novel de Alan Moore e Dave Gibbons: Laurie Blake, a Espectral.

Agora na casa dos 70 anos, Blake trabalha para o FBI, caçando os mesmos tipos de “heróis” com quem ela costumava trabalhar em sua época de juventude. Foi um episódio que relembrou várias coisas que foram feitas nos quadrinhos, mas também veio recheado de polêmica.

Próximo do fim do episódio, Laurie é vista tirando de uma maleta um brinquedo sexual inspirado no do Dr. Manhattan, com quem ela costumava namorar quando atuava como Espectral. Damon Lindelof, showrunner da série, diz que a ideia não foi dele, creditando a co-roteirista Lila Byock:

“Eu queria poder levar o crédito por isso. Queria poder dizer que eu sabia que era uma ideia brilhante no momento em que eu a ouvi, eu entendo. Mas se eu tivesse essa ideia, eu jamais a teria dito em voz alta.”

Em uma entrevista recente, Lindelof explica que embora Laurie tenha trocado o Dr. Manhattan pelo Coruja na história original, os sentimentos dela pelo ser azul ainda são complicados:

“A última coisa que qualquer um queria era fazer uma versão de Laurie do presente onde ela estaria tão ligada ao Dr. Manhattan que não conseguiria seguir em frente. Mas há algo de fascinante sobre você sair com o ser mais poderoso do universo. Como você poderia querer outra pessoa? Eu nunca acreditei que ela e Dan [Dreiberg, o Coruja] durariam muito tempo. Era uma crença pessoal minha. Essa ideia de que Laurie precisava de alguém para acolhe-la… não parecia que caía bem.”

Ele também explica que depois que foi decidido que a cena com o brinquedo do Dr. Manhattan realmente entraria no episódio, eles tiveram que fazer o design da peça, o que foi engraçado:

“O departamento de arte estava mandando versões diferentes dele, e em uma certa altura, Lila [Brock] apenas disse ‘Ele deveria se parecer com uma arte de Jeff Koons’, e eu respondi ‘Ok, isso realmente está acontecendo.'”

Outra coisa sobre a qual Lindelof falou foi sobre a revista escondida dentro da mala onde estava a peça do Dr. Manhattan, cuja capa é a própria Laurie Blake ainda jovem. Nos quadrinhos, a personagem critica sua mãe, a Espectral original, por guardar imagens de sua juventude super-heroica, e agora ela está fazendo a mesma coisa. O showrunner explica:

“Estamos condenados a nos tornarmos nossos pais. Para um texto que é muito sobre trauma de gerações, nostalgia e sentimentos complicados com os pais, parecia completamente e totalmente apropriado que, se a Espectral mantinha uma foto do Comediante em sua cama com uma grande marca de beijo de batom – o que é bem problemático dada a história envolvendo os dois – que Laurie também meio que estaria, eu não quero dizer, afixada ao Dr. Manhathan.”

Na galeria abaixo, fique com imagens da série:

Watchmen vai ao ar aos domingos, na HBO.

Fonte: Decider

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael