Capa da Publicação

Vingadores: Ultimato – Roteiristas falam sobre aquela morte logo no começo do filme!

Por Guilherme Souza

Atenção: Alerta de Spoilers!

Se você já assistiu Vingadores: Ultimato, com certeza teve a chance de se maravilhar e de se emocionar com todas as surpresas que o longa reserva. Logo no começo, vemos que a trama não está para cerimônias, ao mostrar Thor decapitando Thanos após os eventos de Vingadores: Guerra Infinita.

Embora Thanos apareça mais tarde no filme através de uma versão vinda do ano de 2014, muitos estranharam o fato de vilão ter morrido tão facilmente no começo da trama, já que ele se mostra extremamente poderoso, mesmo sem a ajuda das Joias do Infinito.

Em uma recente entrevista, os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely comentaram um pouco sobre o momento e explicaram o porque das duas versões de Thanos estarem tão diferentes em termos de combate.

“Nós sempre tivemos esse problema,” explicou McFeely. “O cara tem a arma mais forte de todas. Ele poderia ver o ataque chegando. É ridículo. Nós estávamos batendo a cabeça por semanas, e em algum momento, [a produtora executiva] Trinh Tran chegou e falou, ‘Nós não podemos matar ele?’ E nós falamos, ‘O que acontece se você apenas matar ele? Por que você mataria ele? Por que ele se deixaria ser morto?'”

 

“Isso reforça a agenda de Thanos. Ele havia cumprido a missão,” adiciona Markus. “Não queríamos tornar ele uma espécie de Jesus Cristo, mas era tipo, ‘Se eu tenho que morrer, posso morrer agora.'”

Essa certamente foi uma ótima solução para o personagem, ainda mais quando usaram o fato de que ele estava fraco demais por ter usado a manopla do infinito novamente para destruir as Joias do Infinito.

Fique com imagens de Vingadores: Ultimato em nossa galeria:

Vingadores: Ultimato já está em cartaz nos cinemas.

Fonte: CBM

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'