Universal se torna o primeiro estúdio a aceitar o desafio de contratar mais diretoras!

Capa da Publicação

Universal se torna o primeiro estúdio a aceitar o desafio de contratar mais diretoras!

Por Guilherme Souza

Ao longo dos anos, vimos que Hollywood é uma indústria extremamente desfavorável para as minorias e para a igualdade de gêneros, contudo, nos últimos anos isso começou a mudar e parece que finalmente veremos mais inclusão na indústria do cinema.

Desde a divulgação dos casos de assédio envolvendo o produtor Harvey Weinstein, um movimento chamado Time’s Up ganhou força em Hollywood, com objetivo de apoiar homens e mulheres da indústria a divulgarem casos de abuso. Além disso, o movimento também busca a oportunidade de tornar a indústria do cinema mais diversificada e igualitária, incluindo a contratação de mais diretoras para grandes projetos, que representam apenas uma pequena parcela dos filmes de grande orçamento.

Como resposta a isso, a Time’s Up em parceria com a Annenberg Inclusion lançou o “Desafio 4 Porcento,” um projeto que faz referência aos dados levantados que mostram que apenas 4% dos 1000 filmes mais lucrativos da década são dirigidos por mulheres.

Segundo o The Hollywood Reporter, a Universal Pictures foi o primeiro grande estúdio de Hollywood a aceitar o desafio, com isso, eles se comprometem a anunciar um projeto dirigido por uma diretora à cada 18 meses. Por hora, isso pode não parecer muito, mas o fato da Universal ter aceitado o desafio pode indicar que outros estúdios também irão aceitá-lo em breve.

No ano passado, a Warner Bros. também anunciou um plano de diversidade para suas produções em parceria com o ator Michael B. Jordan. O projeto visa aumentar a inclusão de gêneros e raças em frente e atrás das câmeras.

Fique com imagens de Mulher-Maravilha 1984, próximo filme dirigido por Patty Jenkins:

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'