Capa da Publicação

Game of Thrones – Diretor explica porque Jon Snow não se despediu do Fantasma!

Por Guilherme Souza

No último episódio de Game of Thrones, vimos os sobreviventes da batalha contra o Rei da Noite e seus Caminhantes Brancos se reagrupando para atacar as forças de Cersei Lannister, mas além disso, o episódio contou com algumas polêmicas menores, que tomaram as redes sociais durante a exibição.

Além do erro de continuidade que mostrava um copo da Starbucks em uma das cenas, um momento que chamou a atenção dos fãs foi o da despedida entre Jon Snow e seu lobo, Fantasma. Nos livros e na série, Fantasma era um dos principais companheiros de Snow, que o ajudou a se livrar da morte diversas vezes, mas ao longo das últimas temporadas, o lobo acabou perdendo destaque por custar muito dinheiro para a equipe de efeitos especiais.

A despedida entre Fantasma e Snow não foi nada do que os fãs esperavam, deixando os dois completamente distantes e sem afeto. De acordo com David Nutter, diretor do episódio, o distanciamento foi proposital para evitar deixar a cena mais complexa e mais cara.

“Como os lobos são feitos por computação gráfica, sentimos que seria melhor manter a despedida o mais simples possível,” revelou Nutter. “E acho que isso teve um significado muito maior daquela maneira.”

O diretor defende que deixar os dois distantes deixou o peso da cena maior, mesmo que muitos fãs não concordem com isso.

“Manter o Fantasma afastado, eu achei que isso funcionou melhor,” afirma Nutter. “Então ele sai andando, se vira para o Fantasma e tem esse momento com ele, o que eu achei que foi muito, muito poderoso.”

Ao que parece, o momento de afeto entre o guerreiro e seu animal de estimação teve de ser deixado de lado para dar lugar à cena em Jon voa em um dos dragões de Daenerys.

Fique com imagens de Game of Thrones em nossa galeria:

Fonte: CB

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'