Dragon Ball Super: Broly – Filme sugere que podem existir mais Saiyajins sobreviventes!

Capa da Publicação

Dragon Ball Super: Broly – Filme sugere que podem existir mais Saiyajins sobreviventes!

Por Raphael Martins

Passado imediatamente após os eventos de Dragon Ball Super, o novo filme da série, Dragon Ball Super: Broly, revela muito mais sobre o passado dos Saiyajins no planeta Vegeta e sua extinção nas mãos do maligno Freeza e seu exército. Mas mais do que voltar ao passado, o filme deixa grandes possibilidades abertas para o futuro.

No filme, é revelado que um Saiyajin perdido, Broly – que já havia aparecido em vários filmes dos anos 90, mas que agora foi finalmente canonizado na série – havia escapado da ira de Freeza. Mas ele pode não ter sido o único.

Como sabemos, Vegeta, Raditz e Nappa estavam longe do planeta Vegeta quando Freeza resolveu destruí-lo, e ignoraram as ordens dele de voltar ao planeta, escapando de sua armadilha. Broly, Paragus e Beets haviam sido abandonados no planeta Vampa depois de Broly ser exilado. Tanto Beets quanto Paragus morrem no filme, mas se eles foram esquecidos em algum planeta distante, então outros podem ter feito o mesmo.

O time que estava com Vegeta na época também poderia revelar alguns novos Saiyajins que ainda não vimos antes, o que poderia facilmente acontecer caso outros guerreiros dessa raça tivessem ignorado o chamado de Freeza para voltar ao planeta Vegeta assim como o príncipe dos Saiyajins fez.

Parece bastante incomum que a Toei Animation, responsável pela saga, vá deixar a franquia intocada depois de o filme fazer tanto sucesso, e como os Saiyajins são extremamente populares entre os fãs de Dragon Ball, tudo é possível.

Confira nossa galeria do filme aqui embaixo:

Dragon Ball Super: Broly já está em exibição no Brasil.

Fonte: ComicBook

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael