Capa da Publicação

Cineastas criticam Netflix por nova ferramenta que altera velocidade de reprodução!

Por Guilherme Souza

A Netflix redefiniu a maneira na qual consumimos conteúdo de entretenimento e criou um valioso nicho de mercado, mas nos últimos meses, a plataforma entrou em uma maré de azar e como se não bastasse o surgimento de concorrentes de peso, uma nova polêmica pode fazer com que muitos cineastas e criadores de conteúdo parem de produzir para a gigante do streaming.

Nas últimas semanas, a Netflix anunciou o teste de uma nova ferramenta, que permite que os usuários de dispositivos Android assistam filmes e séries em velocidades aceleradas ou reduzidas, similar ao YouTube, mas isso não está sendo visto com bons olhos por profissionais da indústria cinematográfica, que acreditam que a ferramenta pode arruinar a maneira no qual os conteúdos são produzidos.

Através de seu Twitter, Judd Apatow, criador por trás de produções como O Virgem de 40 Anos, Superbad: É Hoje, Ligeiramente Grávidos e tantos outros, expressou seu descontentamento com a ferramenta e ameaçou iniciar uma guerra contra a Netflix, tendo outros cineastas que também pensam da mesma maneira como aliados.

“Não, Netflix, Não. Não me faça ter que ligar para cada diretor e criador de séries na Terra para lutar com você sobre isso. Poupe o meu tempo. Eu irei vencer, mas vai me tomar um bom tempo. Não f*** com nosso tempo. Nós te damos coisas legais. Deixe elas da maneira que foram criadas para serem vistas.”

A opinião de Apattow certamente é válida, afinal, a ferramenta quebra o ritmo dos filmes e dá ao consumidor a chance de questionar as produções que não foram consumidas da forma correta.

Fique com imagens de El Camino: A Breaking Bad Movie, novo filme original Netflix:

Fonte: CB

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'