Capa da Publicação

Aquaman – Peter Jackson, de Senhor dos Anéis, diz que recusou duas vezes a proposta para dirigir o filme!

Por Raphael Martins

Peter Jackson é um nome bastante conhecido entre os amantes do cinema, especialmente entre os fãs da obra de J.R.R. Tolkien. Ele dirigiu a trilogia O Senhor dos Anéis, transformando a série de livros numa grande franquia cinematográfica, e retornou à Terra Média anos depois para assumir as adaptações de O Hobbit para as telonas.

Juntos, esses filmes arrecadaram quantidades absurdas de dinheiro, marcaram época e viraram uma verdadeira máquina de ganhar prêmios. Só O Retorno do Rei levou para casa 11 Oscars, incluindo o de melhor filme e o de melhor diretor para Peter Jackson.

Dada a predisposição do diretor para filmes de fantasia, ele parecia uma escolha óbvia para a Marvel ou a DC para dirigir um de seus filmes de super-heróis, certo? Bem, de acordo com o próprio Jackson, ele não se vê muito inclinado a topar esse tipo de empreitada.

Em uma entrevista à revista Empire, o diretor falou sobre como recusou, por duas vezes, uma oferta para dirigir Aquaman, feita pelo próprio Kevin Tsujihara, na época presidente da divisão de cinema da Warner:

“Ele disse, ‘Você é um fã do Aquaman?’ Eu disse, ‘Não.’ Seis meses depois: ‘Peter, você é um fã do Aquaman?’ Eu disse, Não, Kevin, eu já te falei isso.’ Eu não sou um cara de super-heróis. Eu leio Tintin… olha, filmes são difíceis. Eu só quero fazer algo pelo qual eu tenha uma profunda paixão.”

Na época em que Aquaman foi anunciado, correram rumores sobre Peter Jackson dirigir o filme do herói, mas foram refutados pelo próprio pouco tempo depois. Só nos resta imaginar como um filme do rei de Atlântida dirigido pela mente por trás de O Senhor dos Anéis poderia ter sido.

Veja várias artes conceituais de Aquaman na nossa galeria:

Fonte: ScreenRant

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael