Vingadores: Guerra Infinita – Roteiristas dizem que o filme será uma história de origem do Thanos!

Capa da Publicação

Vingadores: Guerra Infinita – Roteiristas dizem que o filme será uma história de origem do Thanos!

Por Mike Sant'Anna

Vingadores: Guerra Infinita se aproxima, trazendo o grande e maior vilão do Universo Cinematográfico da Marvel até agora, Thanos. Mas mesmo que o vilão tenha aparecido em alguns filmes, e nós ouçamos falar dele em diversos momentos, afinal de contas quem é Thanos neste universo?

Os roteiristas do filme, Christopher Markus e Stephen McFeely, explicaram para o site Collider porque este filme dos Vingadores funcionará como uma espécie de origem para Thanos:

“Um dos grandes desafios é como ter certeza de que ele não é apenas uma máquina implacável colecionando pedras como se estivesse fazendo compras. Então, queremos dar à ele uma história emocional completa. Você pode dizer que essa é a história de origem de Thanos, de modo que ele terá o peso de qualquer um dos heróis anteriores em termos das decisões que ele tem que tomar para conseguir o que quer”.

Eles ainda continuam, mostrando que talvez Thanos não seja um vilão normal como estamos acostumados, já que ele terá as próprias motivações:

“Vilão é um termo depreciativo com o qual Thanos não concordaria. Outra das coisas que nos propusemos a fazer foi não deixar Thanos apenas como um cara mau, [se isso acontecesse] então você ficaria entediado. Ele não é apenas um cara mau, sabe? [Se fosse] Você ficaria entediado rapidamente depois que ele arranca as primeiras cabeças, e nós temos dois filmes. […] Espero que você saia disso da mesma maneira que você faz nos quadrinhos. Ele começou como um vilão desonesto, mas ele é sua própria coisa agora. Para onde você diz, ‘não posso dizer que ele estava errado’ [risos].”

Então ele se aprofunda mais nas motivações do vilão, e como eles se inspiraram em um dos quadrinhos que trazem o Titã como foco:

“Parte disso é motivação, onde se você tem um vilão que só quer matar alguém ou apenas quer dominar o mundo porque parece uma coisa divertida de se fazer, ou foi pago pelos russos para dominar o mundo… concorrer à presidência para dominar o mundo… Esse cara não é muito interessante. Ele é patético, mas nós pegamos isso do [Jim] Starlin. Thanos é um filósofo amoral. Ele não é o Diabo – embora ele às vezes tenha o Diabo ao lado dele. Nós queríamos isso o tempo todo. Ter um vilão com motivações e emoções compreensíveis. Thanos tem família. Thanos tem duas filhas que conhecemos. Thanos tem oito milhões de histórias de fundo nas histórias em quadrinhos, mas elas são meio tristes. ”

McFeely então continua dizendo que dois de seus vilões favoritos neste Universo Cinematográfico Marvel são Loki e Killgrave, atribuindo o sucesso de ambos aos fatores tempo de tela e relacionamentos familiares, e fez um comparativo com Thanos:

“Então Thanos terá o benefício de ambas as coisas, [tempo de tela e relacionamentos familiares]. Ele tem filhas com quem ele claramente tem que lidar, e James [Gunn] fez um bom trabalho ao arrumar o terreno para nós, mas certamente vamos correr com isso. E tempo de tela. Muitas vezes, na tela escrevendo, estamos tentando criar um personagem e, assim, o bandido tende a ser um fracasso para o desenvolvimento do herói, e esse não é o caso aqui. Se alguma coisa, é o oposto. Nossos heróis são frustrações para o vilão, cuja história precisamos contar em geral.”

O que você espera de Thanos, interpretado por Josh Brolin neste filme?

Abaixo, veja o cartaz oficial do filme, liberado na última semana:

Vingadores: Guerra Infinita já está em cartaz nos cinemas.

Imagem de perfil
sobre o autor Mike Sant'Anna

Eu sou o melhor no que eu faço, mas o que eu faço... É bem retardado.