Capa da Publicação

Justiceiro mata vilão importante da Marvel em nova HQ!

Por Chris Rantin

A primeira edição da nova revista do Justiceiro acaba de sair, e ela já chega trazendo a morte de um grande vilão da Marvel, pelas mãos, ou melhor dizendo, pelas armas de Frank Castle.

Como vocês lembram, Frank Castle tem passado por várias mudanças nos últimos anos. Ele já lutou ao lado da versão maligna do Capitão América que estava no comando da Hydra, após ser enganado pelo mesmo e também  já usou a armadura do Máquina de Combate após a morte do herói – e partiu pra cima de inimigos ainda mais poderosos.

Agora, Castle mais uma vez de volta ao seu “estilo” de sempre, depois que o Máquina de Combate ressuscitou e pegou a sua armadura de volta. Mas isso não muda sua vontade de derrubar grandes vilões. Em The Punisher #1, que saiu hoje, o anti-herói conseguiu matar ninguém menos que o Mandarim.

E isso acontece porque a HIDRA continua sendo o alvo do Justiceiro. A organização criminosa está sendo liderada pelo Barão Zemo, que junto de seus aliados maquiavélicos está tentando colocar Bagalia, um pais controlado pela HIDRA, dento das Nações Unidas.

Para que isso aconteça eles precisam que alguém seja “o rosto” desse país, e é o Mandarim que assume esse posto, declarando que é um ex-vilão e fazendo seu retorno quase triunfal – o personagem não aparecia desde 2012, quando foi morto por Ezekiel Stane.

Durante seu discurso na ONU, o Justiceiro o ataca, atirando uma bala especial à distância. O Mandarim tenta usar seus anéis mágicos para parar o projétil, mas consegue apenas deixá-lo mais lento. Mesmo assim, o golpe e certeiro e o vilão cai morto.

Como será que isso vai se desenrolar?

Confira a morte do Mandarim na nossa galeria abaixo:

The Punisher #1 foi lançada hoje nos Estados Unidos, ainda sem previsão de lançamento para o Brasil.

Imagem de perfil
sobre o autor Chris Rantin

Jornalista • Editor • Mestrando em Comunicação pela UEL • Instagram e Twitter: @Chris_Rantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"