Capa da Publicação

Attack on Titan: 3×03 – Dedo no Titã e gritaria!

Por Felipe Vinha

Attack on Titan chegou como um furacão, prometendo revelações e reviravoltas, mas nos deixou com mais perguntas. Até aí, tudo bem, já que esta temporada será sempre lembrada como a mais “contemplativa”, onde os personagens vão mais falar do que lutar e desenvolver seus fundos históricos.

E por falar em “História” – Bem, ela mesma. Historia Reiss, ex-Christa Lenz, foi o centro das atenções por aqui. Ela divide o protagonismo do capítulo com Erwin, comandante das Tropas de Exploração, que planeja um golpe de estado para destituir o atual, e falso, rei. Enquanto Eren é deixado de lado, literalmente, a jovem Reiss rumo a um futuro brilhante.

Não seria nada estranho ou forçado ver Historia tomar o protagonismo da série, após um episódio deste. Ela foi, até agora, a “protagonista secreta” de toda a trama, ao contrário do que se acreditava, por mais que Eren continue como o grande herói de tudo. Ainda assim, é legal ver como os Flashbacks foram tratados de maneira bem lúdica por aqui.

Finalmente descobrimos o que Historia tinha para esconder, algo que nem ela mesma sabia direito, e como isso pode afetar não só o atual governo, mas também a sobrevivência da humanidade na luta contra os Titãs. Também é interessante ver como os personagens já aceitaram o fato de que os Titãs são pessoas transformadas e que, bem, não há nada a ser feito quanto a isso, a não ser matá-los. “Antes eles do que eu”.

Muitos consideraram o episódio como lento ou maçante, mas ele foi um dos mais intensos que a série teve, até agora. Mesmo sem mostrar uma cena de ação sequer, a narrativa consegue prender o espectador, que acompanha as falas compassadas, quase sem trilha sonora, que os personagens têm para explicar suas motivações – e próximos passos.

Neste segmento, Attack on Titan está sendo uma lição de narrativa, em como contar algo grandioso sem fazer estardalhaço ou vir acompanhado de uma música épica, ainda que o anime seja recheado delas. É lei do silêncio de ouro, que fala mais do que um discurso de mil palavras.

Porém, não foi bem silêncio o que ouvimos de outros personagens. Hange Zoe mostrou que ainda é pavio curto e lida muito bem com situações extremas, deixando extravasar, sempre que necessário. Enquanto Levi é o extremo oposto, mantendo a calma e frieza de sempre, ao passo de que apenas só observa seus companheiros de equipe, agora renegados.

Para quem sentiu falta da ação, o próximo capítulo deve suprir essa demanda, ainda que de maneira tímida. As apostas, porém, segue bastante altas.

Fique ainda com imagens deste episódio de Attack on Titan, em nossa galeria:

Attack on Titan é exibido aos domingos, na Crunchyroll, com transmissão simultânea às 15h.

Imagem de perfil
sobre o autor Felipe Vinha

Já tentei salvar o mundo de uma invasão alienígena, mas hoje me contento em ser jornalista. Gosto de quadrinhos e suas adaptações na TV ou cinema, animes, tokusatsu, games (de luta principalmente) e tecnologia. Vamos trocar uma ideia no Twitter @felipevinha