Capa da Publicação

Arrow 7×02 – Hoje eu sou ladrão, artigo 157!

Por Felipe Vinha

O segundo episódio da atual temporada de Arrow mostra que este ano pode, sim, se mostrar como um dos melhores de toda a série. Além do ótimo começo, apresentado na semana passada, continuamos aqui um capítulo com evoluções reais – ou o contrário?

No caso estamos falando de Oliver Queen. O incorruptível herói volta a se envolver com decisões que beiram o limite da ética, a ponto de se igualar aos bandidos que estão na prisão com ele. Tudo bem que as soluções encontradas para seus dilemas atuais ainda deixam Queen de “mãos limpas”, mas nada vai mudar o fato de que ele está preso por ser um vigilante acima da lei.

É sempre interessante notar que, apesar de não ser tão realista, a vida prisional de Queen está se mostrando bem pé no chão. Está rodeado de pessoas que ele mesmo prendeu, até o Tigre de Bronze, provando que a série conhece sua história, mas todos os bandidos sabem que, ali, é “eles contra o mundo”, a ponto de  tramar alianças com pessoas improváveis, por mais que pareça tudo uma grande armação.

Outro grande momento do episódio foi a introdução dos Caçadores, grupo clássico de personagens da DC Comics, que promete ser o maior chamariz desta temporada. Por mais que Ricardo Diaz esteja envolvido, ele tem recebido uma substancial melhoria em seu personagem, a ponto de se tornar um vilão digno – tanto que sobreviveu e “venceu”, de uma temporada para a outra.

E, veja só você, a produção de Arrow conseguiu tornar Felicity novamente interessante. Parabéns também à atriz.  Emily Bett Rickards está se saindo muito bem como uma mulher que está indo ao limite para recuperar sua família, incluindo a voz falhando e a clara feição de desespero.

Também vale o registro de como o plot do “flash forward” está se movendo bem. Será que teremos, por aí, um elemento de viagem no tempo? Seria mesmo William adulto o novo Arqueiro Verde de Star City no presente? É algo que poderia ser surpreendente, se bem trabalho.

Arrow está indo muito além de ser uma mera série de super-heróis e está tratando de temas interessantes, sem perder o foco. Só precisa continuar assim pelo resto da temporada ou, pelo menos, por boa parte dela, para entrar na história de um dos melhores anos dos seriados da CW.

Confira imagens de Arrow, a seguir:

Imagem de perfil
sobre o autor Felipe Vinha

Já tentei salvar o mundo de uma invasão alienígena, mas hoje me contento em ser jornalista. Gosto de quadrinhos e suas adaptações na TV ou cinema, animes, tokusatsu, games (de luta principalmente) e tecnologia. Vamos trocar uma ideia no Twitter @felipevinha