Capa da Publicação

Aquaman – Diretor explica como Jason Momoa influenciou o filme!

Por Lucas Rafael

Embora o Aquaman de Jason Momoa já tenha sido introduzido no Universo Cinematoráfico da DC, o tom de seu filme solo permanece uma incógnita. Agora, James Wan; diretor do projeto, falou um pouco sobre a tonalidade da aventura do Rei de Atlantis.

Em entrevista com o HeroicHollywood, Wan falou sobre alguns pormenores de sua adaptação de Aquaman. Segundo o diretor, Jason Momoa teve grande participação na hora de definir a personalidade do herói:

“Acho que foi importante bem cedo quando conheci Jason Momoa e, só de ver como ele era um cara querido em pessoa, o quão carismático e engraçado e bobalhão ele é. Já de cara eu queria trazer muito da personalidade dele para o personagem. Não queria fazer um filme inteiro onde o personagem é pesado e temperamental, não é o filme que eu queria fazer. Então escavar Jason e extrair isso dele foi muito importante. E a personalidade dele é algo bastante importante através deste filme. Eu realmente queria ver quem ele é e fazer do personagem um sinônimo dele, e acho que muito do humor vem de como ele realmente é.”

Wan também falou sobre como trabalhou Aquaman em relação ao estigma “bobalhão” que o personagem obteve graça ao desenho dos Super Amigos.

“Então, a chave foi meio que pegar essa ideia e ter certeza de que a estética se encaixava com o visual do que Atlantis é hoje, ou o que Atlantis era antes. E tentar fazer justiça a isso de uma maneira que pode potencialmente prestar referência ao traje clássico, enquanto traz uma sensibilidade moderna para ele.”

Segundo Wan, ele queria que o filme fosse mais orientado para a ação-aventura, trazendo acordes de fantasia e romance:

“Não penso que um filme do Aquaman pode ter outro tom além desse. Na cultura pop, ele é conhecido como o super-herói mais bobo, então você tem que se apoiar nisso e brincar com isso. Tipo, sim, ele cavalga cavalos-marinhos, mas no filme, é um tipo diferente de… você não daria risada daquele cavalo-marinho. Então eu queria abraçar o que as pessoas acham bobo e potencialmente tosco sobre este mundo e subverter isso em algo divertido e aventureiro de um jeito legal.”

E aí, acha que Wan está no caminho certo? Comente!

Confira abaixo algumas imagens do filme:

Imagem de perfil
sobre o autor Lucas Rafael

Entusiasta de coisas demais