Capa da Publicação

Game of Thrones – Diretor fala sobre a cronologia do episódio mais recente da série!

Por Gus Fiaux

Atenção: Alerta de Spoilers!

Quem acompanha Game of Thrones deve estar bem confuso com a sétima temporada da série. Os eventos estão acontecendo cada vez mais rápido – devido à pouca quantidade de episódios -, trazendo uma cronologia bem diferente do que os fãs esperam.

O episódio exibido no último domingo é a maior prova disso. Em Beyond The Wall, a comitiva de Jon Snow passou um longo tempo andando para chegar a um determinado ponto além da Muralha. Porém, isso logo foi quebrado quando Gendry fez o mesmo percurso em tempo recorde, e só foi agravado pela chegada de Daenerys e seus dragões, no que parece ter sido poucas horas após o chamado do ferreiro.

O diretor do episódio, Alan Taylor, deu uma entrevista à Variety, onde falou um pouco sobre as decisões de roteiro que levaram a essa “quebra de temporalidade” do penúltimo capítulo da sétima temporada:

“Nós estávamos conscientes de que o tempo se tornaria um pouco confuso. Nós temos o Gendry fugindo, corvos voando em uma certa distância, dragões voando de volta nessa mesma distância… em termos de experiência emocional, [Jon e sua companhia] passaram uma noite sombria na ilha, no que diz respeito aos momentos narrativos. Nós tentamos ancorar isso um pouco no eterno crepúsculo ao norte da Muralha. Eu acho que teve um esforço em alterar a temporalidade ao não defini-la exatamente. Acho que isso funcionou para algumas pessoas, e para outras não. Todos pareciam muito preocupados com quão rápido um corvo pode voar, mas há algo chamado impossibilidades plausíveis, que é o que você tenta alcançar, em vez de possibilidades implausíveis. Então eu acho que fomos um pouco plausíveis, mas espero que a trama carregue algumas dessas questões.”

“Impossibilidades plausíveis” é um termo muito utilizado por roteiristas do ramo cinematográfico e televisivo, especialmente nos gêneros de ação, fantasia e ficção científica. Ele dita que é preferível ver algo impossível acontecer, desde que seja plausível no conceito da narrativa, em vez de ver algo “realista”, porém implausível.

E, como dito anteriormente, faz sentido que os episódios estejam correndo mais rápido, já que essa temporada é consideravelmente menor que suas anteriores. Com a oitava temporada contendo menos episódios ainda, é de se esperar que esse ritmo acelerado acompanhe até o final da série.

Abaixo, veja algumas imagens da série:

Game of Thrones vai ao ar aos domingos, na HBO. Não perca a resenha semanal da série aqui na Legião, às segundas.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux