Capa da Publicação

Dragon Ball Super: Ep.103 – O momento em que um anjo chora!

Por Márcio Jangarélli

De certa forma, esse showdown entre Gohan e o Universo 10 foi um tanto poético. No futuro do Trunks, foi o Zamasu, da décima dimensão, quem destruiu tudo, depois do herói ter recuperado a paz na Terra pós Saga do Cell. O Gohan era o mestre do Trunks e ser o responsável pelo destino do 10 fecha um ciclo não intencional.

Antes dessa batalha, porém, temos a conclusão dos eventos com o Universo 2 do último episódio. Bribrianne está NERVOSA com o 17 por ter eliminado duas de suas companheiras e partiu para o ataque sem piedade, acusando o androide de ser o vilão de sua jornada. Com seu senso de humor… peculiar, o 17 assume esse papel da forma mais hilária possível e os dois batem de frente, mostrando que a guerreira mágica do 2 não é qualquer coisa.

Migo sem rosto ao resgate!

Do outro lado, o Goku estava tendo “problemas” com a Kakunsa, mas, com a ajuda do 17, virou o jogo tranquilamente e quase joga a moça pra fora da Arena. É aí que vemos outra faceta do 2: “Cavaleiros ao Resgate”, com o Yardratiano surgindo e levando as duas lutadoras para descansar. O 2 retornará muito em breve.

Em outro canto da Arena, temos Gohan e Piccolo planejando seu próximo movimento, quando surge o Botamo. Finalmente o Universo 6 teve uma baixa, porque, até agora, era o único com todos os lutadores no jogo ainda. O Gohan já sabia como lutar contra o guerreiro borrachudo e o tirou da batalha em dois tempos.

É então que surge o principal do episódio: depois de perder mais um membro, o Universo 10, do Rummshi e do Gowasu, está apenas com dois guerreiros em campo – Obuni e Rubalt – que deviam ser os mais poderosos dessa dimensão.

O bacana dessa batalha é que ela “digna”, quando o Obuni se mostrou um lutador cheio de honra ao escolher o Gohan como seu oponente. No fundo, ele já sabia que aquele era o fim do seu Universo, então queria perder para alguém realmente poderoso.

No caso do Rubalt, a luta dele contra o Piccolo nem foi mostrada direito. Parece que o Guerreiro Z teria algum problema, mas aí ele vira o jogo tão facilmente que a gente fica até tipo: “ué?”.

Mesmo sendo forçado usar sua Forma Mística e tomando pancada, o Gohan não foi levado a um extremo ali – foi uma batalha bem tranquila, na verdade. O único problema do Obuni era sua habilidade de confusão de ki. No fim, Son Gohan sai vitorioso com o Kamehameha e vocês já sabem o que vem depois.

Ver o Universo 10 ser eliminado foi ainda mais triste que o 9. Primeiro porque o Gowasu era uma figura ingênua, porém simpática, e se conformou logo com seu destino, perdoando toda a equipe. Depois porque a Cus, a Anjinha dessa dimensão, realmente ficou triste com seus companheiros sendo apagados. Uma reação curiosa, inclusive, lembrando do Mojito, do 9.

De qualquer forma, podemos dizer, sem sombra de dúvidas, que o Daishinkan parecia tão feliz quanto os Zen-Oh’s anunciando o fim do 10. Qual será o destino do Torneio de Poder e dos Universos? 37 minutos restantes, galera.

Uma imagem para dar pesadelos.

E para a próxima semana… SURPRESA! O retorno da forma Super Saiyajin Deus do Goku já foi mostrada logo de cara no vídeo promocional! Mais ainda: ele fará uma dupla com o Hit para lutar contra o Universo 11. Isso sim será algo interessante de se assistir.

Ansiosos para a próxima semana? O que acharam do episódio? Não esqueçam de comentar!

Confira nossa galeria com imagens de Dragon Ball Super:

Você pode assistir os novos episódios de Dragon Ball Super todos os sábados, pela Crunchyroll. Não perca nossa review semanal todas as segundas, aqui na LH!

Imagens: DB-Z
Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.