Capa da Publicação

Disney é processada por espionar crianças em aplicativos de jogos!

Por Cristiano Rantin

Segundo o The Washington Post, a empresa estaria sendo processada por espionar crianças em seus aplicativos de jogos, coletando informações sobre os jogadores e vendendo para os anunciantes. A empresa disse que não acredita que a acusação tenha algum mérito e que irá se defender legalmente.  

Além dela outras empresas de tecnologia como Upsight, Unity e Kochava também estão sendo processadas. A acusação é que essas companhias estão violando os direitos das crianças segundo o acordo da Proteção de Privacidade Online das Crianças, que tenta proteger os pequenos.

De acordo com a acusação, jogos como Disney Princess Palace Pets e Where’s My Water 2 possuem “rastreadores” em seus códigos, o que permite que a Disney divulgue “informações do celular para anunciantes ou outras empresas com propósitos comerciais.”

Um porta-voz da Disney entrou em contato com o The Washington Post dizendo que essa acusação é baseada em um “mal entendido sobre como esse acordo funciona.

A Disney tem um robusto programa de observação deste acordo, e nós mantemos uma conjunto estrito de dados e nós usamos políticas para aplicativos criados pela Disney para crianças e suas famílias,” declarou o porta-voz. “A acusação é baseada em um mal entendido sobre os princípios deste acordo e estamos ansiosos para defendermos nossas ações no tribunal.”   

Uma acusação parecida aconteceu em 2014, quando a empresa responsável pelo desenvolvimento do jogo Family Guy: The Quest for Stuff concordou em pagar 300 mil dólares por violar os acordos de defesa das crianças.

 

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Cristiano Rantin

Jornalista • Mestrando em Comunicação Social pela UEL • Bruxo • Twitter: @ChrisRantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"