Capa da Publicação

Death Note – Diretor queria que David Bowie ou Prince estivessem no filme!

Por Cristiano Rantin

Fazer uma adaptação dos quadrinhos (ou mangás) para uma produção live-action é sempre uma situação complicada já que, normalmente, isso significa que o ator precisará passar por várias mudanças físicas para se tornar mais fiel aquele personagem que ele interpreta. Quando falamos de um entidade demoníaca, no entanto, as coisas ficam um pouco mais complicadas…

Segundo Adam Wingard, o diretor  de Death Note, nos seus planos originais quem iria interpretar o shinigami Ryuk era um ator bem diferente do que vimos na versão final, já que ele gostaria de ter ou David Bowie ou o Prince no papel, conforme ele explicou para o io9 durante uma entrevista:

Bem, na verdade o David Bowie era quem eu gostaria que fosse [a voz de] Ryuk no filme – mas então David Bowie faleceu,” ele continua falando sobre o assunto “E então a segunda pessoa da minha lista era Prince, por mais estranho que seja – e então ele morreu. E ai foi tipo, nós temos que parar, nós estamos literalmente matando eles. Era bem mórbido, mas era a verdade”.

O diretor explicou que suas motivações iniciais para escolher os cantores era que “não existem muitos precedentes em filmes live-action americanos para um demônio utilizando jaquetas de rock e calças de couro e coisas assim”.

Depois que os dois cantores da lista de nomes do diretor acabaram falecendo, Wingard acabou escolhendo Willem Defoe, que já é conhecido por seus papéis incríveis – e na maioria das vezes excêntricos.

Vocês gostariam de ter visto Bowie ou Prince no filme? Comentem!

Confira abaixo a nossa galeria sobre Death Note:

Death Note estreou na Netflix dia 25 de agosto de 2017.

Imagem de perfil
sobre o autor Cristiano Rantin

Jornalista • Mestrando em Comunicação Social pela UEL • Bruxo • Twitter: @ChrisRantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"