Capa da Publicação

Ciborgue – Ray Fisher fala sobre o retorno do herói e a diversidade em seu filme solo!

Por Gus Fiaux

Quando Liga da Justiça chegar aos cinemas, em menos de duas semanas, os fãs descobrirão que um dos personagens mais importantes do longa é o Ciborgue. O herói mecânico, interpretado por Ray Fisher, tem uma conexão direta com as Caixas Maternas, e será de extrema importância para que a equipe possa finalmente derrotar o maligno Lobo da Estepe. Mas sua presença não acaba aí: ele também terá seu próprio filme solo e retornará para outros projetos do Universo Estendido da DC Comics.

Em uma breve entrevista ao Comic Book, Fisher comentou a respeito do herói biônico. Ele disse que sabe exatamente quando irá aparecer de novo em outro filme da DC:

“Sim, eu sei. Eu sei qual será o próximo filme no qual o Ciborgue vai aparecer. As coisas estão sendo desenvolvidas. Se eu pudesse opinar, acho que o filme solo dele será mais íntimo. Uma das coisas que eu sempre acho interessante nesse tipo de universo é que sempre que o mundo entra em crise, isso faz você pensar: ‘Onde estão os outros super-heróis? Por que eles não aparecem?‘ Eu acho necessário encontrar uma maneira orgânica de dizer por que esses personagens têm suas missões individuais.”

Quanto ao filme solo do herói, Fisher continuou falando sobre como espera que isso dê espaço para o Ciborgue, da mesma forma que outros heróis poderiam ter filmes completamente individuais:

“Sobre o Aquaman, obviamente a maior parte de suas histórias se passam debaixo d’água. E se o Superman quiser ir aos recantos mais distantes do espaço, nem todo mundo poderia acompanhá-lo. Esse tipo de coisa pode acontecer e explica por que esses personagens não estão juntos o tempo todo.”

Além disso, Fisher falou um pouco sobre outra questão importante que deve ser discutida no longa do personagem: a representatividade. Até agora, o personagem é o único herói negro da Liga da Justiça, mas o ator faz questão de que o filme solo do herói tenha bastante diversidade. Ele também comparou o projeto com Pantera Negra, o próximo filme da Marvel Studios:

“Eu acho que o elenco deveria ser diversificado em tudo que nós fazemos. E eu acho que a equipe de produção precisa ser diversa também. Precisamos aderir a uma representatividade em diversos níveis. Porque muitas decisões estão sendo tomadas, e embora você queira atores para representar etnicamente alguns papeis, você também precisa ter pessoas [na produção] para se certificar de que, culturalmente, isso faça sentido. Particularmente em Pantera Negra, pois eles estão construindo todo um universo.”

O ator continuou, dando sugestões para o possível diretor do filme… e inclusive falando sobre quem ele gostaria que assumisse o longa:

“Com Ciborgue, especialmente, eu não acho que isso seja parte de sua história em particular. Não é sobre ser negro ou branco. É uma história sobre humanidade, e o que isso significa. E qualquer pessoa pode contar esse tipo de história. Eu acho que Patty Jenkins [diretora de Mulher-Maravilha] poderia e deveria ser capaz de dirigir um filme solo do Ciborgue. Também acho que ela pode dirigir um filme do Batman, se quiser. Eu não acho que seja necessário [um diretor negro], a não ser que isso seja culturalmente importante. Mas ao mesmo tempo, precisamos diversificar a produção para que as pessoas possam ter oportunidades.”

Por fim, o ator ainda brincou com um comentário seu a respeito de Esquadrão Suicida, e elogiou a postura da Warner Bros. de trazer um elenco extremamente diverso para o Universo Estendido da DC Comics:

“Só nos ajuda. Eu fiz uma piada dizendo que a DC Comics ia mudar seu nome para Diversidade Comics, apenas olhando para o elenco de Esquadrão Suicida. Veja o que eles estão fazendo e como estão tentando misturar tudo. [..] Acho que estamos dando saltos gigantes, mas ainda precisamos andar mais, com certeza.”

Por enquanto, o Ciborgue fará sua primeira aparição completa em Liga da Justiça (da qual você pode conferir imagens na galeria a seguir), após uma brevíssima participação especial em Batman vs Superman. Resta saber ainda quando o filme solo do herói será lançado, uma vez que o calendário de projetos futuros da Warner está passando por constantes mudanças…

Liga da Justiça já está em cartaz nos cinemas.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux