Capa da Publicação

Rogue One: Uma História Star Wars – Reveladas as primeiras críticas do filme!

Por Márcio Jangarélli

Os comentários são mistos, quando muitos críticos apontam que o longa foi “feito para os fãs, no significado ruim da expressão”. Os pontos de maior destaque são as novas locações, a nova tomada na história, o filme como um prelúdio do Episódio IV e os personagens. Confira algumas das críticas abaixo.

The Hollywood Reporter

 

Então, esse novo filme da série, spin-off ou não, ganha uma base sólida no contexto geral da franquia. Se veremos algum desses novos personagens novamente, é uma questão que fica em aberto; alguns seriam bem-vindos, outros não fariam falta. O que os fãs terão aqui é muita ação, grandes efeitos, um bom alívio cômico, locações fantásticas (Islândia, Jordânia e Maldívias) e alguns relances intrigantes do Império Galático enquanto começava aumentar seu poder intergalático”.

Variety

 

Ainda, entre batalhas épicas mostrando naves familiares e o arrepio genuíno de ouvir a tomada do compositor Michael Giacchino da faixa clássica de John Williams, não há como negar que esse filme pertence ao universo criativo que Lucas estabeleceu. Essa é a rebelião vista das trincheiras. Audiências mais jovens ficarão entediadas, confusas ou os dois. Mas para a geração original de fãs de Star Wars, que não estavam certos do que fazer com os episódios um, dois e três, ‘Rogue One’ é o prelúdio que eles sempre esperaram”.

Enterteinment Weekly

 

Rogue One seria um bom filme de ficção científica solo se viesse com um outro nome. Mas o que o faz especialmente excitante é como ele se encaixa perfeitamente na linha do tempo de Star Wars e conecta eventos que nós já conhecemos há muito com outros que nós nunca imaginamos. Isso nos deixa com a dúvida de quantas outras histórias não contadas estão esperando nos cantos sombrios da galáxia tão, tão distante, do Lucas”.

The Wrap

 

“Rogue One: Uma História Star Wars’ é para os fãs, tudo bem, mas no pior dessa expressão. A menos que você fique animado pela ideia de 133 minutos de menções, referências e relances para o ‘Star Wars’ original (ou ‘Episódio IV: Uma Nova Esperança’, para aqueles que nasceram depois de 1977), não tem muito com o que se animar aqui, muito menos com os personagens, o enredo ou a história. Um prelúdio direto de ‘Uma Nova Esperança’ – é a história de como os planos da Estrela da Morte foram roubados e acabaram nas mãos da Aliança Rebelde – é menos filme e mais uma fanfic épica, lotada com ‘easter-eggs’ que os super-devotos poderão se parabenizar por terem encontrado”.

Slashfilm

 

Rogue One é arrepiante, uma aventura lotada de ação em um capítulo que nós nunca imaginaríamos que seria mostrado nas telas. É uma viagem fantástica para novos mundos na galáxia que amamos, adicionando coisas à mitologia sem se apoiar no legado Skywalker como ponto principal. Pode ter demorado quatro décadas, mas esse filme finalmente vale a palavra ‘guerra’ no título da Guerra nas Estrelas. E nós finalmente ganhamos um prelúdio de Star Wars bom o suficiente para assistir junto da trilogia original”.

Io9

 

De toda forma, enquanto Rogue One tem alguns problemas, ele finaliza muito bem. As apostas e consequências para os personagens dão uma âncora emocional real e você vai ficar maravilhado com o quão denso e lotado de (pela falta de uma palavra melhor) Starwarzisse cada quadro é. Claro, nem todo personagem é um clássico, mas alguns deles são e a forma como a história leva para Uma Nova Esperança é deliciosa. Como seus predecessores, Rogue One é um filme Star Wars que nós vamos assistir por muito tempo”.

Confira nossa galeria com as últimas imagens liberadas do filme:

Rogue One: Uma História Star Wars estreia nessa quinta, 15 de Dezembro. Fiquem ligados para a crítica da Legião sobre o filme!

Fonte: HeroicHollywood

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.