Capa da Publicação

Gotham – Produtor explica comentário sobre heróis não funcionarem bem na TV!

Por Gus Fiaux

Ao ser entrevistado, Woodruff foi logo perguntado se concordava com a declaração de Bruno, de que super-heróis não funcionam bem na TV devido aos gastos com efeitos visuais e a produção cara. Em resposta, ele disse: “Acho que posso ajudar a esclarecer isso.

Há uma razão pela qual [Bruno] escolheu desenvolver uma série que acontece antes do Batman completamente formado. Ele pensou que seria a melhor forma de contar uma história na mídia televisiva. É sobre pessoas reais e sobre como elas evoluem, se tornando heróis ou vilões que conhecemos nos quadrinhos e filmes. Muito disso é pragmático, e a TV consegue ser mais íntima que o cinema, às vezes.

Woodruff explicou como esse fenômeno ocorre: “Você está vivendo com essas pessoas, e gastando 22 horas com elas ao longo de uma temporada, em vez de apenas 2. Elas estão na sua sala, e fazem mais parte de sua vida íntima que qualquer personagem de filme possa ser. Quando você é um super-herói e usa uma capa, há um nível de apego aqui. Eles são de outro mundo e divinos àquela maneira. É disso que Bruno estava falando.

Porém, Ken revelou que não concorda com a visão de Bruno: “Eu acho que o mundo funciona bem na TV. Há muito sucesso recentemente e muitas séries que lidam com super-heróis e seus universos.” Ainda assim, ele acha que o cinema tem suas vantagens: “Alguns filmes são bem caros para se tornarem reais através dos efeitos visuais, e tem toda a questão da programação. Digo, a TV tem uma programação truncada. Talvez, algumas coisas sejam melhor executadas no cinema e outras na TV.

Gotham acaba de retornar para sua terceira temporada. A série vai ao ar nas segundas-feiras, na Fox.

Fonte: Comic Book

 

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux